Hipodontia

Hipodontia ou agenesia dental é a terminologia usada para caracterizar a concentração diminuída de dentes na arcada dentária, tanto na sua fase decídua quanto na fase permanente.

O termo agenesia e hipodontia são corretos para definir a ausência de um até seis dentes, acima desse número utiliza-se a terminação oligodontia. Anodontia parcial e aplasia dental também são utilizadas como análogo para agenesia e hipodontia, enquanto anodontia total para a ausência de todos os dentes.

Epidemiologia

Agenesia dental é uma das alterações mais prevalentes da arcada dentária em humanos.

Muitos são os estudos sobre a prevalência de tal, seus resultados apontam para a legitimidade de que os dentes mais afetados são os incisivos laterais e os segundos pré-molares, e a prevalência deste tipo de hipodontia varia de 2.0 a 10.0% na população asiática e europeia. Já no Brasil, estudos sobre anomalias dentárias verificaram uma prevalência de aproximadamente 4% enquanto na América do Norte foi observada uma prevalência de 3,7% de hipodontia congênita.Encontrou-se também uma prevalência de hipodontia hereditária não associada à síndromes que variou de 0,2% a 6,5% para dentição permanente. Para os terceiros molares se tem um índice variante de 15% a 20% das populações mencionadas.

Estudos também mostram que a hipodontia afeta com maior frequência os dentes permanentes do que os dentes decíduos.

A ausência dos terceiros molares é comum, mas não considera-se uma anomalia, pois isso ocorre devido uma evolução humana, induzida pelos comportamentos alimentares que foram se modificando durante o tempo. Sendo assim é comum eles não emergirem, mas não causam prejuízo significativo. Por isso a hipodontia considera a ausência de até seis dentes sem contar os terceiros molares.

En otros idiomas
Deutsch: Hypodontie
English: Hypodontia
français: Hypodontie
हिन्दी: दन्ताल्पता
Nederlands: Hypodontie
Türkçe: Hipodonti
中文: 缺牙症
Bân-lâm-gú: Khoat-khí kî-hêng