Greg Norman

Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido de artigo. e colabore com a tradução.
Golfista Greg Norman
Greg Norman 2014.jpg
Greg Norman em 2014
Informações pessoais
Apelido/AlcunhaThe (Great White) Shark
País Austrália
ResidênciaJupiter Island, Estados Unidos
Data de nasc.10 de fevereiro de 1955 (63 anos)
Local de nasc.Mount Isa
Altura1,83 m
Peso82 kg
Carreira
Profissionalização1976
Página oficialwww.shark.com
Títulos profissionais91
Resultados em Majors
Masters de GolfeT2: 1986, 1987, 1996
U.S. Open de golfe2: 1984, 1995
The OpenV: 1986, 1993
PGA2: 1986, 1993
Última atualização em: 28 de setembro de 2016.

Gregory John Norman, AO (nascido em 10 de fevereiro de 1955)[1][2] é um jogador australiano de golfe profissional, que esteve durante 331 semanas como o número um do ranking mundial de golfe entre as décadas de 1980 e 1990.[3] Venceu noventa e um torneios internacionais, incluindo vinte torneios do circuito PGA e dois majors: Aberto Britânico, em 1986 e 1993.[4][5] Além de jogar golfe, Norman também atua como empresário.

Em 2001, Norman foi introduzido no Hall da Fama do Golfe Mundial.[6]

Primeiros anos e carreira

Norman em 1969, na Grande Barreira de Coral, Austrália.

Norman nasceu no Monte Isa, Queensland, na Austrália, filho de Merv e de Toini Norman. Sua mãe era de ascendência finlandesa; quando jovem jogou rugby e cricket. Seu pai era golfista e Norman começou a jogar golfe aos dezesseis anos. Sua carreira profissional começou no Royal Queensland Golf Club.[7] Sua primeira vitória em torneio profissional foi conseguida em 1976, no West Lakes Classic em The Grange, Adelaide, Austrália.

Obteve então vários triunfos nos circuitos europeus e no circuito PGA, bem como The Players em 1994. Teve a chance de ganhar vários majors, mas na partida de desempate no Masters de 1987, Larry Mize deu uma tacada de 45 jardas que lhe deu a vitória.[8] Em 1989 jogou no Aberto Britânico, mas acabou perdendo para Mark Calcavecchia na final do playoff. No Campeonato do PGA de 1993, Norman deu uma tacada de doze pés sobre a grama verde para sair vitorioso. No entanto, fracassou e perdeu a partida de desempate para Paul Azinger.

É um dos jogadores que disputou playoffs nas quatro majors da temporada, junto com Craig Wood. Talvez a pior derrota aconteceu no Masters em 1996, quando na última partida perdeu por uma diferença de seis tacadas para Nick Faldo. A ESPN, no âmbito de sua celebração de vinte e cinco anos de aniversário "ESPN25", nomeou a derrota de Norman no Masters como um dos três maiores infortúnios dos últimos vinte e cinco anos.

Em 1999, ainda era terceiro no Masters e sexto no Aberto Britânico, mas cada vez se dedicou mais as suas empresas e de projetar campos de golfe.[9] Voltou a competir aos cinquenta anos, em fevereiro de 2005, e terminou na sexta posição do Aberto Britânico do mesmo ano.[10] Sofreu lesões nos joelhos e nas costas e teve que ser operado do joelho em outubro de 2005 e em fevereiro de 2006.[11] Suas empresas se chamam MacGregor Golf e Greg Norman Golf Course Design.

Norman obteve a Ordem do Mérito da Austrália do Circuito PGA em seis ocasiões: 1978, 1980, 1983, 1984, 1986 e 1988. Obteve a Ordem do Mérito do Circuito Europeu em 1982. Foi o primeiro na lista de ganhos do Circuito PGA em 1986, 1990 e 1995. Venceu o Troféu Vardon pela menor pontuação do Circuito PGA em três ocasiões: 1989, 1990 e 1994. Terminou como primeiro no ranking mundial oficial por sete vezes: em 1986, 1987, 1989, 1990, 1995, 1996 e 1997, e foi o segundo em 1988, 1993 e 1994.

Foi galardiado, em 1986, com o prêmio de personalidade esportiva do ano, concedido pela BBC. Obteve o prêmio novamente em 1993, igualando ao Muhammad Ali e Björn Borg como os únicos atletas que ganharam mais de uma vez (depois se juntou também Roger Federer). Ele também recebeu o prêmio Old Tom Morris em 2008.

Em maio de 2008, Norman jogou seu terceiro torneio do Aberto Britânico desde o seu retorno, aos cinquenta anos, e participou na 69.ª edição do Campeonato do PGA sênior no Oak Hill Country Club. Não havia disputado em nenhum torneio há vários anos e terminou em sexto lugar, atrás do vencedor Jay Haas. Naquele mesmo ano, casou-se com a lenda do tênis Chris Evert, que o incentivou a retornar ao Circuito dos Campeões. Pouco tempo depois e incentivado por sua esposa, disputou o Aberto Britânico e, depois de alguns dias nos holofotes de todos os jornalistas por ser o líder do torneio, no último dia fracassou e só poderia ser o terceiro.[12][13][14] Para terminar entre os quatro primeiros participantes, ganhou um convite para participar do próximo Masters (de 2009).[15]

Desde 2015, Norman é comentarista nas transmissões de golfe da rede de televisão FOX.

En otros idiomas
čeština: Greg Norman
Deutsch: Greg Norman
English: Greg Norman
español: Greg Norman
euskara: Greg Norman
français: Greg Norman
Gaeilge: Greg Norman
italiano: Greg Norman
Bahasa Melayu: Greg Norman
Nederlands: Greg Norman
svenska: Greg Norman
Türkçe: Greg Norman
Tiếng Việt: Greg Norman