Gaúcho

Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde setembro de 2015).
Por favor, mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Gaúcho (desambiguação).


Gaúcho é uma denominação dada às pessoas ligadas à atividade pecuária em regiões de ocorrência de campos naturais do vale do e do Sul do Brasil , notavelmente no bioma denominado pampa. As peculiares características do seu modo de vida pastoril teriam forjado uma cultura própria, derivada do amálgama da cultura ibérica e indígena, adaptada ao trabalho executado nas propriedades denominadas estâncias. É assim conhecido no Brasil, enquanto que em países de língua espanhola, como Argentina e Uruguai é chamado de gaucho (acento tônico no "a", diverso do português, cujo acento tônico é no "u").

O termo também é correntemente usado como gentílico para denominar os nascidos no estado brasileiro do Rio Grande do Sul. Além disso, serve para denominar um tipo folclórico e um conjunto de tradições codificadas e difundidas por um movimento cultural agrupado em agremiações, criadas com esse fim e conhecidas como Centro de Tradições Gaúchas ou CTG.

Origem

Um estudo genético realizado pela FAPESP revelou que os gaúchos brasileiros dos pampas são descendentes de uma mistura de europeus e de índios, mas com algumas peculiaridades. O estudo apontou que os ancestrais europeus dos gaúchos seriam principalmente espanhóis, e não portugueses, como é mais comum em outras partes do Brasil. [1] Isso porque a região dos pampas foi, por muito tempo, disputada entre Portugal e Espanha e só foi transferida da Espanha para Portugal em 1750. O estudo também revelou um alto grau de ancestralidade indígena nos gaúchos pelo lado materno (52% de linhagens ameríndias), maior do que a dos brasileiros em geral. O estudo também detectou 11% de linhagens africanas pelo lado materno. Dessa forma, os gaúchos da Campanha são fruto sobretudo da miscigenação entre homens ibéricos com mulheres indígenas e, em menor medida, com africanas. [2]

A região dos pampas não sofreu influência das significativas imigrações açoriana, alemã e italiana que marcaram a paisagem étnica de outras regiões do Rio Grande do Sul. [3] O antropólogo Darcy Ribeiro escreveu que os gaúchos dos pampas "surgem da transfiguração étnica das populações mestiças de varões espanhóis e lusitanos com mulheres guarani". [4] Em decorrência da miscigenação étnica, o português falado na região dos pampas absorveu muitas expressões espanholas, indígenas e algumas africanas. [5]

En otros idiomas
العربية: غاوتشو
български: Гаучо
বাংলা: গাউচো
català: Gautxo
Cebuano: Gawtso
čeština: Gaučo
Deutsch: Gaucho
Ελληνικά: Γκάουτσο
English: Gaucho
Esperanto: Gaŭĉo
español: Gaucho
euskara: Gautxo
suomi: Gaucho
français: Gaucho
Gaeilge: Gaucho
עברית: גאוצ'ו
hrvatski: Gaučo
Bahasa Indonesia: Gaucho
italiano: Gaucho
日本語: ガウチョ
ქართული: გაუჩო
한국어: 가우초
lietuvių: Gaučas
Bahasa Melayu: Gauco
Nederlands: Gaucho
norsk: Gaucho
occitan: Gaucho
polski: Gaucho
русский: Гаучо
srpskohrvatski / српскохрватски: Gaučo
Simple English: Gaucho
slovenčina: Gaučo
српски / srpski: Gaučo
svenska: Gaucho
Türkçe: Gaucho
українська: Гаучо
中文: 高喬人