Fusos horários no Brasil

Fusos horários no Brasil:

  UTC-5
  UTC-4
  UTC-3
  UTC-2

O Brasil usa quatro[1] fusos horários: a Hora de Fernando de Noronha (FNT: [2]Fernando de Noronha Time; UTC-2); a Hora do Brasil (BRT: [3]Brazil Time; UTC-3), a Hora da Amazônia (AMT: [4][5]Amazon Time; UTC-4) e a Hora do Acre (ACT: [6]Acre Time; UTC-5). As zonas horárias são regulamentadas à lei 12.876[7] de 30 de outubro de 2013. Em contínua observância entre 1985 e 2019 (cuja introdução ocorreu a 1931) a Hora de Verão no Brasil foi usada com anuais modificações referentes à adoção dos Estados e ao tempo em vigor, em diferentes datas de início e término expressas em diferentes decretos.

Não há um padrão à identificação ou às siglas dos fusos horários observados em língua portuguesa, como ocorre nos EUA – cujas zonas horárias observadas são oficializadas como Hora Oriental; Central; das Montanhas; do Pacífico...[8] À exceção o termo Horário de Brasília, expressado aos Estados que observam diferentes horários quando algum evento é planejado à execução conforme a hora da capital federal – como a aplicação das provas do ENEM, que ocorre simultaneamente no país.

A padronização da hora foi introduzida em 1º de janeiro de 1914; após publicação do DPL [9]2.784, de 18 de junho de 1913 e do decreto [10]10.546, de 5 de novembro de 1913. Antes cada lugar sincronizava os relógios conforme o horário solar aparente – a exemplo, havia uma diferença horária de 14 minutos[11] do Rio de Janeiro (UTC-02:52:41) a São Paulo (UTC-03:06:25), a qual deixou de existir com o estabelecimento do atual Horário de Brasília (UTC-3) a ambos os municípios (e os estados).

Desde 2013 cinco estados usam dois fusos horários dentre suas fronteiras: AM; ES; PE; RN e extraoficialmente MT; e entre 1914 e 2008, o Pará usava UTC-3 a leste e UTC-4 a [12]oeste – cuja fronteira entre os fusos existiu entre os rios Jari, Amazonas e Xingu até à fronteira com o estado do Mato Grosso.

Fusos horários brasileiros

A Hora de Fernando de Noronha (UTC-02:00; +1 de Brasília)

A Hora do Brasil (UTC-03:00; Horário de Brasília)

A Hora da Amazônia (UTC-04:00; -1 de Brasília)

A Hora do Acre (UTC-05:00; -2 de Brasília)

Em 2010, surgiu uma proposta para mudar todo o país para uma única diferença com o UTC, tendo o Horário de Brasília como base.[30] Mas tal proposta foi desconsiderada.[31]