Fundação Bill e Melinda Gates

  • billmelindagatesfoundation.svg
    sede em seattle

    a fundação bill e melinda gates é uma instituição filantrópica criada por bill gates, fundador e ex-presidente da microsoft, e a sua mulher, melinda gates. os fundos desta organização sem fins lucrativos provêm de doações de privados, sendo as principais da parte de bill e melinda gates e de warren buffet. a fundação foi criada em janeiro de 2000 e tem a sua sede em seattle, washington, eua gerindo cerca de us$ 38 bilhões.[1] É dirigida por william h. gates, pai de bill gates, e por patty stonesifer. esta tem como objetivo central a melhoria das condições de vida, nomeadamente na saúde, e a luta contra a pobreza. nos eua a instituição pretende promover a educação e o acesso à tecnologia.

    em 20 de julho de 2006 a fundação anunciou a doação de us$ 287 milhões para 16 projetos de pesquisa, com o objetivo de aumentar a colaboração internacional e a troca de informações científicas com o objetivo de obter uma vacina contra a aids. seriam beneficiados pela doação pesquisadores de Áustria, bélgica, camarões, canadá, dinamarca, frança, alemanha, Índia, japão, países baixos, África do sul, espanha, suécia, suíça, uganda, reino unido, estados unidos e zâmbia.[2]

    referências

  • ligações externas

BillMelindaGatesFoundation.svg
Sede em Seattle

A Fundação Bill e Melinda Gates é uma instituição filantrópica criada por Bill Gates, fundador e ex-presidente da Microsoft, e a sua mulher, Melinda Gates. Os fundos desta Organização sem fins lucrativos provêm de doações de privados, sendo as principais da parte de Bill e Melinda Gates e de Warren Buffet. A fundação foi criada em Janeiro de 2000 e tem a sua sede em Seattle, Washington, EUA gerindo cerca de US$ 38 bilhões.[1] É dirigida por William H. Gates, pai de Bill Gates, e por Patty Stonesifer. Esta tem como objetivo central a melhoria das condições de vida, nomeadamente na saúde, e a luta contra a pobreza. Nos EUA a instituição pretende promover a educação e o acesso à tecnologia.

Em 20 de Julho de 2006 a Fundação anunciou a doação de US$ 287 milhões para 16 projetos de pesquisa, com o objetivo de aumentar a colaboração internacional e a troca de informações científicas com o objetivo de obter uma vacina contra a Aids. Seriam beneficiados pela doação pesquisadores de Áustria, Bélgica, Camarões, Canadá, Dinamarca, França, Alemanha, Índia, Japão, Países Baixos, África do Sul, Espanha, Suécia, Suíça, Uganda, Reino Unido, Estados Unidos e Zâmbia.[2]

Referências

En otros idiomas