Francesco Alberoni

Francesco Alberoni
O prof. Alberoni, durante um seminário, em Codogno, 11 de dezembro de 2016
Conhecido(a) porInnamoraento e Amore
Nascimento31 de dezembro de 1929 (88 anos)
Borgonovo Val Tidone
ResidênciaItália
NacionalidadeItália Itáliana
Alma materUniversidade de Pavia,
Campo(s)Sociologia

Francesco Alberoni (Borgonovo Val Tidone, Piacenza,31 de Dezembro de 1929)[1] é um jornalista, escritor e professor de sociologia italiano.

Biografia

Formado em medicina, especializou-se no estudo dos movimentos coletivos. Seu primeiro ensaio sobre o assunto, Statu Nascenti (1968), transformou-se depois na obra "Movimento e Istitucione", considerado um clássico. Escreveu também "Enamoramento e Amor", " O Erotismo" e "A Amizade", trilogia lançada no Brasil pela Editora Rocco.[2]

Tornou-se professor de sociologia ainda em 1964, primeiramente em Milão, a que se seguiu Trento, Catania, Lausanne e novamente Milão. Desenvolveu uma teoria dos movimentos coletivos, patente nos seus livros "Estado Nascente" (1968) e "Movimento e Instituição" (1977). Aqui, Alberoni explica o processo histórico como o resultado de dois tipos de forças: por um lado, as utilitárias e econômicas, que transformam e inovam mas não criam solidariedade social, e, por outro lado, as representadas pelos movimentos, que só podem surgir da solidariedade social. Alberoni adquiriu renome mundial após a publicação de "Enamoramento e Amor" (1979), o seu livro mais traduzido e mais vendido. Foi como estudioso do sentimento amoroso que Alberoni encontrou popularidade. Ao dedicar-se a um tema comum até então desprezado pela sociologia, Alberoni levou esta ciência até junto dos leigos, facto pelo qual é louvado por uns e criticado por outros.[3]