Festival Sudoeste

Festival Sudoeste
Festival Sudoeste IV, este é o cruzamento com indicações mais perto do Festival.jpg
Indicações junto ao recinto do Sudoeste
LocalSão Teotónio
Data de realizaçãoinício de Agosto
Duração3 dias (1997 - 2001)
4 dias (2001 - 2008)
5 dias (2009 -)
Primeira edição1997
PatrocinadoresSagres (1997 - 2002)
Optimus (2004)
MEO,como TMN, (2003 e 2005 - 2012)
MEO (2013-)

O Festival Sudoeste é um festival de verão realizado em solo português. Decorre na Herdade da Casa Branca, em São Teotónio (Odemira) no Alentejo e é organizado pela Música no Coração. Ao longo dos anos recebeu a visita de mais de um milhão de pessoas. Realiza-se no início do mês de Agosto.

História

É um dos mais importantes festivais de verão em Portugal, pois concentra uma vasta gama de artistas de renome de vários estilos musicais que vão desde o Reggae ao Rock, passando pela música electrónica, ou mesmo pelo Fado. O festival começou em 1997[1] com três dias de festival; o cartaz era digno de um festival de primeira ordem, apesar de ser o ano de estreia do Sudoeste. Esta primeira edição pecou apenas pela falta de organização, tendo ocorrido vários problemas de ordem técnica durante os concertos. Ao longo dos anos a organização melhorou muito, sendo actualmente uma referência no que diz respeito aos festivais de Verão em Portugal.

Roda Gigante.

Em 2001, pela primeira vez em cinco anos, o festival durou quatro dias.[2] Em 2003, o principal patrocinador e organizador do festival mudou; desde do início que a marca de cerveja Sagres teve esse papel, mas nesse ano, o testemunho passo para a operadora da rede móvel Optimus, dando-lhe a denominação de Festival Optimus Sudoeste. A MEO, como TMN, adquiriu o patrocínio do festival no ano de 2005 e passou a chamá-lo Festival Sudoeste tmn foi nesta época que o festival ganhou mais notoriedade, principalmente devido às fortes campanhas publicitárias que antecediam o evento. Na edição de 2013 o grupo PT,atual Festival MEO Sudoeste'.

A comemoração da década de "vida" do festival, em 2006, foi feita com grande pompa. Foram convidadas bandas que nunca antes tinham actuado no Sudoeste, ou mesmo em Portugal, como por exemplo os Daft Punk; outros artistas preparam actuações especiais para a ocasião. Em 2008, o festival passou a contar com um quinto dia de festival. Não foi considerado oficialmente como mais um dia de festival, mas sim como pré-festival. Contudo as bandas actuaram já dentro do recinto. Para além disso, esse ano contou também com um palco extra, quatro no total.

En otros idiomas