Fórum Econômico Mundial

Disambig grey.svg Nota: Se procura outro significado de Fórum, veja Fórum (desambiguação).
Fórum Econômico Mundial
Logo do Fórum Econômico Mundial
TipoOrganização sem fins lucrativos
Fundação1971
SedeCologny, Suíça
CEOKlaus Schwab
Sítio oficialwww.weforum.org

Fórum Econômico (Económico em Português Europeu) Mundial ou FEM é uma organização sem fins lucrativos baseada em Genebra, é mais conhecido por suas reuniões anuais em Davos, Suíça nas quais reúne os principais líderes empresariais e políticos, assim como intelectuais e jornalistas selecionados para discutir as questões mais urgentes enfrentadas mundialmente, incluindo saúde e meio-ambiente. O Fórum também organiza a "Reunião Mundial dos Novos Campeões" na China e vários encontros regionais durante todo o ano. Em 2008, essas reuniões regionais incluíram eventos na Europa e Ásia Central, Ásia Ocidental, a Mesa Redonda de CEOs na Rússia, África, Oriente Médio e o Fórum Econômico Mundial na América Latina. Em 2008, lançou a "Cúpula Inaugural da Agenda Global", em Dubai, formada por 700 especialistas de todo o mundo em setores relacionados aos 68 desafios globais identificados pelo Fórum.

O Fórum Econômico Mundial foi fundado em 1971 por Klaus M. Schwab, um professor de administração na Suíça.[1] Além das reuniões, o Fórum produz vários relatórios de pesquisa e engaja seus membros em iniciativas setoriais específicas.[2]

A Organização

Klaus Schwab, fundador e chairman executivo, Fórum Econômico Mundial

O Fórum é sediado em Cologny, Genebra, Suíça. Em 2006, o Fórum abriu escritórios regionais em Pequim, China e em Nova York, EUA. É uma organização imparcial e sem fins lucrativos não estando ligada a qualquer interesse político, partidário e nacional. Tem posição de observador no Conselho Econômico e Social das Nações Unidas e está sob a supervisão do Conselho Federal suíço. Sua mais alta esfera de governança é o Conselho da Fundação, órgão formado por 22 membros que incluem o ex-Primeiro-ministro do Reino Unido Tony Blair e a Rainha Rania da Jordânia. A missão do Fórum é "o compromisso com a melhoria do Estado do Mundo".[3]

Durante sua reunião anual em 2009, no decorrer de cinco dias, mais de 2.500 participantes de 91 países se reuniram em Davos. Cerca de 75% destes são líderes de negócios, provenientes, principalmente, dos membros do Fórum – mil das principais companhias de todo o mundo e atuantes em diversos setores econômicos.

Mais de 1.170 CEOs e Presidentes de conselhos de administração das principais empresas do mundo participaram em 2009.

Outras importantes categorias de participantes incluem: 219 figuras públicas, incluindo 40 chefes de estado ou de governo, 64 ministros, 30 dirigentes ou executivos seniores de organizações internacionais e 10 embaixadores. Mais de 432 participantes da sociedade civil incluindo 32 dirigentes ou representantes de organizações não-governamentais, 225 líderes da mídia, 149 acadêmicos, 15 líderes religiosos de diferentes crenças e 11 líderes sindicais.[4]

Associação

O Fórum é financiado por suas 1000 empresas-membro. A típica empresa-membro é uma instituição global com mais de cinco bilhões de dólares em receitas (embora esse número possa variar por indústria e região). Além disso, essas companhias se classificam entre as principais dentro de sua indústria e/ou país de origem e são formadoras de tendências em sua indústria e/ou região. Em 2005, cada empresa-membro contribuía com uma taxa de associação anual básica de CHF 42.500 e uma taxa de CHF 18.000 para a Reunião Anual (que cobre a participação de seu CEO na Reunião Anual em Davos). Parceiros Estratégicos e de segmentos específicos contribuem com CHF 500.000 e CHF 250.000, respectivamente. A afiliação a esse programas permitem à empresas uma maior participação nas iniciativas do Fórum.[5][6]

Além disso, essas empresas se classificam entre as principais dentro de sua indústria e/ou país (geralmente baseado em sua receita em milhões de dólares americanos; no caso de instituições financeiras, os critérios estão baseados em ativos) e desempenham um papel de liderança na determinação do futuro de sua indústria e/ou região, conforme avaliação realizada pelo comitê de seleção do Fórum.

Parceiros de segmentos específicos são oriundos de uma ampla gama de setores de negócios, incluindo construção, aviação, tecnologia, turismo, alimentos e bebidas, engenharia e serviços financeiros. Essas empresas estão alerta às questões globais que mais afetam o setor específico da sua indústria.

En otros idiomas
беларуская (тарашкевіца)‎: Сусьветны эканамічны форум
Bahasa Indonesia: Forum Ekonomi Dunia
Lingua Franca Nova: Foro Economial Mundial
Bahasa Melayu: Forum Ekonomi Dunia
srpskohrvatski / српскохрватски: Svjetski ekonomski forum
Simple English: World Economic Forum