Exército Russo de Libertação

O general russo Andrey Vlasov com suas tropas.
Voluntários do Exército de Libertação russo. Nota-se que, como eram subservientes ao exército alemão, eles utilizavam seus uniformes e equipamentos.

O Exército Russo de Libertação (em russo: Russkaya osvoboditel'naya armiya, Русская освободительная армия, abreviado em cirílico para РОА; também chamado de Exército de Vlasov) foi uma força militar formada por russos subordinados ao alto-comando dos exércitos da Alemanha Nazista durante a Segunda Guerra Mundial. [1]

O comando desta força era do general Andrey Vlasov, que uniu um exército de russos anti-comunistas ou aqueles que haviam caído em desgraça e exilados da União Soviética (incluindo muitos veteranos do Exército Branco da Guerra Civil Russa). A maioria dos voluntários eram prisioneiros de guerra capturados pela Wehrmacht durante sua ofensiva contra a Rússia entre 1941 e 1943. Perto do fim da segunda guerra, em 1945, muitas de suas unidades haviam mudado de lado e passaram a combater com os Aliados até a rendição da Alemanha em maio. Ainda assim, Vlasov e outras lideranças deste movimento acabaram sendo presos pelos soviéticos e posteriormente executados por traição. [2]

Referências

  1. "Vlasov and the Russian Liberation Army". Página acessada em 7 de abril de 2015.
  2. Jurado, Carlos (1983). Foreign Volunteers of the Wehrmacht 1941-45. [S.l.]: Osprey Publishing. p. 28. ISBN  0-85045-524-3 
Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia .
En otros idiomas
français: Armée Vlassov
srpskohrvatski / српскохрватски: Ruska oslobodilačka armija