Eubalaena

Taxonomia

Originalmente, todas as baleias-francas , juntamente com a baleia-da-Groenlândia, foram classificadas no gênero Balaena e na espécie Balaena mysticetus por Carl Linnaeus em 1758. Até o final do século XX, a classificação destas baleias continuou controversa, com diferentes cientistas reconhecendo números diferentes de espécies.

Em 1864, John Edward Gray propôs a criação do gênero Eubalaena exclusivamente para as baleias-francas. Mais tarde, notou-se que certos fatores morfológicos, como as diferenças no formato do crânio entre a população do norte e a população do sul indicavam que existiam pelo menos duas espécies neste gênero.[1] Apesar disso, Dale Rice chegou a incluir todas as baleias-francas na espécie Balaena glacialis em 1998.[2]

Em 2000, duas pesquisas concluíram que as populações dos Hemisférios Norte e Sul eram de fato duas espécies diferentes. O que mais surpreendeu os cientistas foi o fato de que a população do Oceano Pacífico é mais próxima da espécie austral do que da espécie do Atlântico Norte.[3][4]

En otros idiomas
العربية: حوت حقيقي
български: Южни китове
català: Balena franca
Cebuano: Eubalaena
Deutsch: Eubalaena
English: Right whale
Esperanto: Veraj balenoj
español: Eubalaena
euskara: Eubalaena
فارسی: هونهنگان
français: Eubalaena
galego: Eubalaena
magyar: Eubalaena
Bahasa Indonesia: Paus sikat
italiano: Eubalaena
қазақша: Оңтүстік кит
한국어: 참고래
latviešu: Gludvaļi
Nederlands: Noordkapers
polski: Waleń
русский: Южные киты
Simple English: Right whale
slovenčina: Eubalaena
svenska: Eubalaena
Türkçe: Eubalaena
українська: Eubalaena
Tiếng Việt: Eubalaena
Winaray: Eubalaena
中文: 露脊鯨
Bân-lâm-gú: Chiàⁿ hái-ang