Estoicismo

O estoicismo foi uma escola de filosofia helenística fundada em Atenas por Zenão de Cítio no início do século III a.C.

Zenão de Cítio (334-262 a.C.), fundador do estoicismo

Os estoicos ensinaram que as emoções destrutivas resultavam de erros de julgamento, da relação ativa entre determinismo cósmico e liberdade humana e a crença de que é virtuoso manter uma vontade (chamada prohairesis) que está de acordo com a natureza[necessário esclarecer]. Devido a isso, os estoicos apresentaram sua filosofia como um modo de vida e pensavam que a melhor indicação da filosofia de um indivíduo não era o que uma pessoa diz, mas como essa pessoa se comporta.[1] Para viver uma boa vida, era preciso entender as regras da ordem natural, uma vez que ensinavam que tudo estava enraizado na natureza.[2]

Mais tarde os estoicos – tais como Sêneca e Epiteto – enfatizaram que, porque "a virtude é suficiente para a felicidade", um sábio era imune ao infortúnio. Essa crença é semelhante ao significado da frase "calma estoica", embora a frase não inclua as visões dos "radicais éticos" estoicos, onde somente um sábio pode ser considerado verdadeiramente livre e que todas as corrupções morais são igualmente perversas.[3] O estoicismo desenvolveu-se como um sistema integrado pela lógica, pela física e pela ética, articuladas por princípios comuns. A ética estoica que teve maior influência no desenvolvimento da tradição filosófica e alguns pensam que chegou a influenciar os primórdios do cristianismo.[4]

Desde a sua fundação, a doutrina estoica era popular com seguidores na Grécia romana e por todo o Império Romano, incluindo o imperador romano Marco Aurélio (r. 121–180), até o fechamento de todas as escolas de filosofia pagã em 529 por ordem do imperador Justiniano (r. 527–565), que os percebeu como em desacordo com a fé cristã.[5][6] O neoestoicismo foi um movimento filosófico sincrético, juntando-se o estoicismo e o cristianismo, influenciado por Justus Lipsius.

História

Crisipo de Solis (c. 279 – c. 206 a.C.)

Cópia romana de original helenístico do século III a.C.

O estoicismo floresceu na Grécia com Cleantes de Assos e Crisipo de Solis, sendo levado a Roma no ano 155 a.C. por Diógenes da Babilônia. Ali, seus continuadores foram Marco Aurélio, Sêneca, Epiteto e Lucano.

O estoicismo foi uma doutrina que sobreviveu todo o período da Grécia Antiga, até o Império Romano, incluindo a época do imperador Marco Aurélio, até que todas as escolas filosóficas foram encerradas em 529 d.C. por ordem do imperador Justiniano, que percepcionou as suas características pagãs, contrárias à fé cristã.[7][8]

A escola estoica preconizava o cultivo da equanimidade frente à dor de ânimo causada pelos males e agruras da vida. Reunia seus discípulos sob pórticos ("stoa", em grego) situados em templos, mercados e ginásios. Foi bastante influenciada pelas doutrinas cínica e epicurista, além da influência de Sócrates.

En otros idiomas
Afrikaans: Stoïsisme
Alemannisch: Stoa
aragonés: Estoicismo
العربية: رواقية
asturianu: Estoicismu
azərbaycanca: Stoaçılıq
беларуская: Стаіцызм
български: Стоицизъм
brezhoneg: Stoikegezh
bosanski: Stoicizam
català: Estoïcisme
کوردی: ستۆیسیزم
čeština: Stoicismus
dansk: Stoicisme
Deutsch: Stoa
Ελληνικά: Στωικισμός
English: Stoicism
Esperanto: Stoikismo
español: Estoicismo
eesti: Stoitsism
euskara: Estoizismo
français: Stoïcisme
galego: Estoicismo
hrvatski: Stoicizam
հայերեն: Ստոիցիզմ
interlingua: Stoicismo
Bahasa Indonesia: Stoikisme
íslenska: Stóuspeki
italiano: Stoicismo
日本語: ストア派
Basa Jawa: Stoisisme
ქართული: სტოიციზმი
қазақша: Стоицизм
한국어: 스토아 학파
Кыргызча: Стоицизм
Lingua Franca Nova: Stoicisme
lumbaart: Stoicismo
lietuvių: Stoicizmas
latviešu: Stoicisms
македонски: Стоицизам
Bahasa Melayu: Stoikisme
Mirandés: Estoicismo
Nederlands: Stoa
norsk: Stoisisme
Novial: Stoikisme
occitan: Estoïcisme
ਪੰਜਾਬੀ: ਸਟੋਇਕਵਾਦ
polski: Stoicyzm
română: Stoicism
русский: Стоицизм
Scots: Stoicism
srpskohrvatski / српскохрватски: Stoicizam
Simple English: Stoicism
slovenčina: Stoicizmus
slovenščina: Stoicizem
shqip: Stoicizmi
српски / srpski: Stoicizam
Seeltersk: Stoa
svenska: Stoicism
Tagalog: Estoisismo
Türkçe: Stoacılık
татарча/tatarça: Стоиклык
українська: Стоїцизм
oʻzbekcha/ўзбекча: Stoitsizm
Tiếng Việt: Chủ nghĩa khắc kỷ
მარგალური: სტოიციზმი
文言: 斯多葛宗