Emerson Fittipaldi

Emerson Fittipaldi
Emerson Fittipaldi.jpg
Informações pessoais
Nome completoEmerson Fittipaldi
Nacionalidadebrasileiro
Nascimento12 de dezembro de 1946 (72 anos)
São Paulo, São Paulo, Brasil
Registros na Fórmula 1
Temporadas1970-1980
Equipes3 (Lotus, McLaren
Copersucar-Fittipaldi)
GPs disputados149 (144 largadas)
Títulos2 (1972 e 1974)
Vitórias14
Pódios35
Pontos281
Pole positions6
Primeiro GPGP da Grã-Bretanha de 1970
Último GPGP dos Estados Unidos de 1980
Registros na Champ Car
Temporadas1984-1996
EquipesWIT, Team Patrick, Team Penske, Hogan Racing
Corridas195
Títulos1 (1989)
Vitórias22
Pódios66
Pole positions17

Emerson Fittipaldi[1] (São Paulo, 12 de dezembro de 1946) é um ex-automobilista e empresário brasileiro.

É um dos pilotos mais vitoriosos da história brasileira, e foi o primeiro brasileiro a se tornar campeão mundial de Fórmula 1 e em categorias de ponta no automobilismo internacional, abrindo portas para vários compatriotas. Fittipaldi foi bicampeão da Fórmula 1 em 1972 e 1974, campeão da Fórmula Indy em 1989[2] e bicampeão das 500 milhas de Indianápolis em 1989 e 1993. Com isso, ele é o único piloto na história a vencer o mundial de F1 e as 500 Milhas por duas vezes,[3] e um dos 4 a integrar o seleto grupo de pilotos que encerraram suas carreiras sendo campeões da Formula Indy e da Formula 1.

Primeiros anos

Emerson é filho de mãe russa, Józefa "Juzy" Wojciechowski, e pai ítalo-brasileiro, o jornalista Wilson Fittipaldi. Sua família paterna é originária do município italiano de Trecchina, na Basilicata.[4] Em 1964, ele foi notado a primeira vez em Interlagos, quando brigou com o diretor da prova que o impedia de entrar na ambulância que levava seu irmão Wilson, logo após ele ter sofrido um acidente em sua berlineta da Equipe Willys. Nesse mesmo ano Emerson se tornou piloto e começou a competir de kart, estreando com uma vitória em Santo André (SP), no dia 12 de abril. Terminou o campeonato em nono lugar. Sagrar-se-ia campeão paulista em 1965, quando estreou no automobilismo, dirigindo um Renault 1093, numa corrida na Ilha do Fundão pelo Campeonato Carioca. Ali sofreria também o seu primeiro acidente.

Em 1966, o irmão Wilson teve uma experiência internacional na Fórmula 3, correndo na Argentina, mas apesar de prometido não conseguiu um carro para as corridas na Europa e voltou ao Brasil. Wilson resolveu construir carros de fórmula conhecidos como Fórmula Vê. Emerson dominou o campeonato de Fórmula Vê de 1967, ganhando cinco das sete provas com o carro construído pelo irmão. Também voltou a ser campeão de kart.

Os irmãos Fittipaldi construiriam ainda um Fittiporsche e Emerson ganhou a II Cem Milhas de Kart em Piracicaba, disputada em 1968. Mas a categoria brasileira estava em crise e Emerson resolveu tentar a sorte na Europa. Iriam com ele os pilotos Luiz Bueno e Ricardo Achcar (que já havia vencido naquele mesmo ano na Inglaterra com um carro alugado), mas acabaram desistindo. A última vitória de Emerson no Brasil antes de viajar foi nas 12 Horas de Porto Alegre, pilotando um Volkswagen 1600 (em segundo, pilotando um Corcel, chegaria José Carlos Pace).

Emerson teve a sua primeira corrida internacional em 7 de abril de 1969 na Holanda e três meses depois, após muitas vitórias na Fórmula Ford, ele estrearia na Fórmula 3 britânica. Sagrou-se campeão da categoria aos 22 anos.

Seu imenso talento foi notado por Colin Chapman, proprietário da equipe Lotus de Fórmula 1, que o contratou no ano seguinte para correr pela sua equipe.[5]

En otros idiomas
Bahasa Indonesia: Emerson Fittipaldi
Nederlands: Emerson Fittipaldi
srpskohrvatski / српскохрватски: Emerson Fittipaldi
Simple English: Emerson Fittipaldi
slovenčina: Emerson Fittipaldi
slovenščina: Emerson Fittipaldi
српски / srpski: Емерсон Фитипалди