Doença autoimune

Doenças autoimunes
Mulher com o exantema em forma de borboleta característico do lúpus
EspecialidadeReumatologia, imunologia, gastroenterologia, outras
SintomasDependem da condição. Os mais comuns são febre, tonturas e fadiga[1]
Início habitualIdade adulta[1]
TiposAlopécia areata, doença celíaca, diabetes mellitus tipo 1, doença de Graves, doença inflamatória intestinal, esclerose múltipla, psoríase, artrite reumatoide, lúpus eritematoso sistémico[1]
MedicaçãoAnti-inflamatórios não esteroides, imunossupressores, imunoglobulina intravenosa[1][2]
Frequência24 milhões / 7% (EUA)[1][3]
Classificação e recursos externos
CID-1084.9, 35.9
CID-9279.4
OMIM109100
DiseasesDB28805
MedlinePlus000816
MeSHD001327
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 

Uma doença autoimune é qualquer condição que tenha origem numa reação imunitária anormal em que o corpo ataca uma parte normal do seu próprio organismo (autoimunidade).[1] Existem pelo menos 80 tipos de doenças autoimunes.[1] Praticamente qualquer parte do corpo pode ser afetada.[3] Embora os sintomas dependam da condição, existem sintomas comuns à maioria das doenças autoimunes, como febre pouco elevada e fadiga.[1] Em muitos casos os sintomas aparecem e desaparecem ciclicamente.[1]

As causas são geralmente de origem desconhecida.[3] Algumas doenças autoimunes, como o lúpus, são familiares, enquanto outras podem ser desencadeadas por infeções ou outros fatores ambientais.[1] Entre as doenças mais comuns de origem autoimune estão a alopécia areata, doença celíaca, diabetes mellitus tipo 1, doença de Graves, doença inflamatória intestinal, esclerose múltipla, psoríase, artrite reumatoide ou lúpus eritematoso sistémico.[1][4] Em muitos casos é difícil determinar o diagnóstico.[1]

O tratamento depende do tipo e da gravidade da doença.[1] Em muitas doenças é comum a administração de anti-inflamatórios não esteroides e imunossupressores.[1] Em alguns casos também é administrada imunoglobulina por via intravenosa.[2] Embora os tratamentos melhorem os sintomas, geralmente não existe cura para as doenças autoimunes.[1]

Cerca de 7% da população dos Estados Unidos (24 milhões de pessoas) são afetadas por uma doença autoimune.[1][3] As doenças são mais comuns entre mulheres do que entre homens.[1] Geralmente têm início em idade adulta.[1] As primeiras doenças autoimunes foram descritas no início do século XX.[5]

Pesquisa

Em ambas as doenças autoimunes e inflamatórias, a condição surge através de reações aberrantes do sistema imunológico adaptativo ou inato humano. Na autoimunidade, o sistema imunológico do paciente é ativado contra as próprias proteínas do corpo. Nas doenças inflamatórias crônicas, os neutrófilos e outros leucócitos são recrutados constitutivamente por citocinas e quimiocinas, levando ao dano tecidual. A mitigação da inflamação pela ativação de genes anti-inflamatórios e a supressão de genes inflamatórios em células imunes é uma abordagem terapêutica promissora.[6][7][8] Há muitas evidências de que, uma vez que a produção de autoanticorpos tenha sido inicializada, os autoanticorpos têm a capacidade de manter sua própria produção.[9]

Uma dose diária de bicarbonato de sódio pode ajudar a reduzir a inflamação destrutiva de doenças autoimunes, como a artrite reumatóide. Evidências científicas de como o antiácido barato e vendido sem receita pode estimular o baço a promover um ambiente antiinflamatório que pode ser terapêutico diante de uma doença inflamatória.[10] O transplante de células-tronco também está sendo estudado e tem mostrado resultados promissores em alguns casos.[11]

En otros idiomas
Bahasa Indonesia: Penyakit autoimun
Lingua Franca Nova: Maladia autoimune
македонски: Автоимуна болест
Nederlands: Auto-immuunziekte
norsk nynorsk: Autoimmun sjukdom
srpskohrvatski / српскохрватски: Autoimune bolesti
Simple English: Autoimmune disease
slovenščina: Avtoimunska bolezen
српски / srpski: Autoimune bolesti