Del Castilho

Del Castilho
Avenida Pastor Martin Luther King Jr., em Del Castilho.
Bairro do Rio de Janeiro Bandeira do Município do Rio de Janeiro.png
Área:144,09 ha (em 2003)
Fundação:23 de julho de 1981
Imigração predominante:Portugal Portugal  Inglaterra
IDH:0,860[1](em 2000)
Habitantes:15 610 (em 2010)[2]
Domicílios:5 549 (em 2010)
Limites:Higienópolis, Maria da Graça,
Cachambi e Inhaúma[3]
Região Administrativa:XII R.A.(Inhaúma)

Del Castilho é um bairro da Zona Norte da Cidade do Rio de Janeiro.

Faz limite com os bairros de Higienópolis, Maria da Graça, Cachambi e Inhaúma.[3]

Seu IDH, no ano 2000, era de 0,860, o 42º melhor da cidade do Rio de Janeiro, tendo sido calculado junto com o bairro Maria da Graça.[1]

História

A área territorial do atual bairro de Del Castilho integrava a Freguesia de Inhaúma: chamada Fazenda do Capão do Bispo, era um dos mais importantes latifúndios da região, porque disseminava as mudas de café para o interior do país. Cortada pela Estrada Real de Santa Cruz, no trecho da atual Avenida Dom Helder Câmara, no fim do século XVIII, a propriedade pertencia a Dom José Joaquim Castelo Branco, primeiro bispo do Rio de Janeiro. A sede da fazenda é tombada pelo patrimônio estadual.

A origem do nome do bairro é incerta. Há quem afirme ser proveniente de um espanhol, chamado Henrique de Castela, e quem atribua o batismo ao político e engenheiro Paulo de Frontin, que teria homenageado um amigo quando a estação de trem foi inaugurada, em 1898. Nos anos 1940, no governo do presidente Eurico Gaspar Dutra, foram construídos diversos conjuntos habitacionais na área.

Os moradores desse bairro de classe média concentram compras e lazer no shopping que, desde 1995, ocupa as instalações de uma extinta fábrica: a Companhia Nacional de Tecidos Nova América, da qual conservou o conjunto arquitetônico. De capital inglês, funcionou entre 1924 e Del Castilho.[4]


En otros idiomas
English: Del Castilho
italiano: Del Castilho