Ctónico

Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2010). Por favor, referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser acadêmico)
Divindades gregas

Bouguereau fury art.jpg
As Erínias
Deuses primordiais
Deuses olímpicos
Titãs
Divindades aquáticas
Musas
Outras divindades
Deuses ctônicos

Em mitologia, e particularmente na grega, o termo ctónico (português europeu) ou ctônico (português brasileiro) (do grego χθονιος khthonios, "relativo à terra", "terreno") designa ou refere-se aos deuses ou espíritos do mundo subterrâneo, por oposição às divindades olímpicas. Por vezes são também denominados "telúricos" (do latim tellus).

A palavra grega χθών (khthōn) é uma das várias que são usadas para "terra", e refere-se tipicamente ao interior do solo mais do que à superfície da terra (como γαιη gaia ou γε ) ou à terra como território (como χορα khora). Evoca ao mesmo tempo a abundância e a sepultura.

Deuses Ctónicos e Deuses Olimpianos

Enquanto termos como "divindade da terra" têm implicações mais amplas, os termos khthonie e khthonios têm um significado mais técnico e preciso em grego, referindo-se antes de mais nada à forma como se ofereciam sacrifícios ao deus em questão.

No culto ctónico típico, animal vítima era massacrado num botro (βοθρος, "poço") ou mégaro (μεγαρον, "câmara afundada"). No culto aos deuses olimpianos, pelo contrário, a vítima era sacrificada sobre um bomos (βομος, "altar") elevado. As divindades ctónicas também tendiam a preferir as vítimas negras sobre as brancas, e as oferendas eram normalmente queimadas inteiras ou enterradas em vez de ser cozinhadas e repartidas entre os devotos.

En otros idiomas