Copa CONMEBOL
English: Copa CONMEBOL

Copa Conmebol
Copa Conmebol trophy.jpg
Dados gerais
OrganizaçãoCONMEBOL
Edições8
Local de disputaFlags of the Union of South American Nations.gif América do Sul
SistemaEliminatórias
editar

A Copa CONMEBOL ou Taça CONMEBOL foi uma competição sul-americana de futebol, organizada pela Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL) e disputada entre 1992 a 1999 por 16 equipes em sistema eliminatório.[1] A competição é a precursora da atual Copa Sul-Americana pelos critérios de classificação.[2][3][4][5][6]

Histórico

A competição envolveu diversos clubes do continente, dentre eles, alguns dos melhores classificados em seus respectivos campeonatos nacionais.[7][8] A classificação para a competição era similar ao formato adotado pela Copa da UEFA e Brasil e Argentina obtinham mais vagas na competição por serem os países mais bem colocados no ranking da CONMEBOL, assim como ocorre atualmente na Copa Libertadores da América e na Copa Sul-Americana.[9]

A Copa CONMEBOL, juntamente com a Supercopa Libertadores, é uma das competições precursoras da atual Copa Sul-Americana, competição esta que passou a adotar fórmula de classificação similar à adotada pela Copa CONMEBOL e diferente na fórmula de disputa, que na maioria das edições da Copa Sul-Americana teve a fase inicial sendo disputada em grupos. As competições se assemelham bastante em nível de importância internacional para os clubes sul americanos e, tanto a Copa CONMEBOL, assim como a Copa Sul-Americana, contaram com a participação da maioria dos clubes de destaque do continente.[10][11][12][13][14][15][16] No entanto, os dois principais torneios do continente eram a Copa Libertadores e a Supercopa Libertadores, cujos campeões adquiriam o direito de disputar a Recopa Sul-Americana.

A competição, em determinadas edições, foi um torneio de nível técnico superior ao da atual Copa Sul-Americana, pois reuniu as equipes mais bem colocadas nos campeonatos nacionais do ano anterior e, em algumas edições, disputada também por equipes indicadas pelas respectivas federações sul americanas de futebol.[17][18][19][20][21][22] Todas as edições foram disputadas por 16 (dezesseis) clubes em jogos eliminatórios de ida e volta. Se os critérios de classificação da Copa CONMEBOL fossem aplicados atualmente, a Copa Sul-Americana reuniria boa parte dos times que participam da Copa Libertadores da América. No caso do Brasil, em geral, o vice campeão da Copa do Brasil junto com os clubes que obtivessem uma colocação do 2º ao 4º lugar no campeonato nacional estavam automaticamente classificados para a disputa da competição.[23] A partir de 1995 a CBF determinou que os clubes brasileiros não poderiam disputar a Copa CONMEBOL e a Supercopa Libertadores simultaneamente. Os clubes classificados para a Copa CONMEBOL e que fossem disputar a Supercopa no mesmo ano seriam substituídos pelos times de maior colocação no Campeonato Brasileiro.[24]

Com a eminente abundância de outros torneios em nível internacional no calendário, mesmo que estes não tivessem tanta expressão, tal como ocorria com a Copa Master da CONMEBOL, Copa Master da Supercopa e Copa Ouro, e de maneira ajustar o calendário de competições, os critérios de classificação para a Copa CONMEBOL acabaram sendo absorvidos pela Copa Mercosul e pela Copa Merconorte, criadas em 1998. Esta primeira era uma competição que havia sido criada em decorrência do tratado político estabelecido no continente (Mercado Comum do Sul) e que passou, por consequência, a concentrar os principais clubes que haviam se classificado para a Copa CONMEBOL. A Merconorte fazia o mesmo, só que com os clubes dos países bolivarianos. Dessa forma a competição, especificamente no ano de 1999, sua última edição, permitiu a participação apenas de times indicados pelas confederações (grande parte times de pequena expressão), resultando na desvalorização do torneio naquele ano, que foi o único em que a final não contou com times que já haviam sido campeões nacionais.

Os campeões da Copa CONMEBOL de 1992 até 1995 ganharam uma vaga para disputar a Copa Master da CONMEBOL em 1996. O Botafogo de Futebol e Regatas, campeão de 1993, ganhou também uma vaga para disputar o título da Recopa Sul-Americana em 1994 contra o São Paulo Futebol Clube (o São Paulo sagrou-se campeão e disputou aquela edição da Recopa mesmo tendo sido, no mesmo ano, campeão da Libertadores e da Supercopa da América e, portanto, a CONMEBOL acabou indicando naquele ano o campeão da Copa CONMEBOL de 1993 para disputar o título da Recopa. Em 1991, o Club Olimpia alcançara o mesmo feito e fora declarado automaticamente campeão da Recopa do ano seguinte).

O desinteresse do público, dos clubes e dos patrocinadores foram a causa da extinção da Copa CONMEBOL.[25]

En otros idiomas
asturianu: Copa Conmebol
български: Копа КОНМЕБОЛ
català: Copa CONMEBOL
Deutsch: Copa Conmebol
Ελληνικά: Κόπα ΚΟΝΜΕΜΠΟΛ
English: Copa CONMEBOL
español: Copa Conmebol
français: Coupe CONMEBOL
hrvatski: Copa CONMEBOL
italiano: Coppa CONMEBOL
日本語: コパCONMEBOL
한국어: 코파 CONMEBOL
Nederlands: Copa CONMEBOL
svenska: Copa Conmebol
українська: Кубок КОНМЕБОЛ