Comissão Nacional sobre o Desaparecimento de Pessoas

  • question book.svg
    esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2011). por favor, referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. conteúdo sem fontes poderá ser acadêmico)

    a comissão nacional sobre o desaparecimento de pessoas (conadep) foi a comissão de notáveis criada pelo presidente da argentina raúl alfonsín a 15 de dezembro de 1983 com o objetivo de pesquisar as graves, reiteradas e planejadas violações aos direitos humanos durante a chamada guerra suja entre 1976 e 1983, levadas a cabo pela ditadura militar conhecida como “processo de reorganização nacional”.

    a sua pesquisa, plasmada no livro nunca más que fora entregado a alfonsín a 20 de setembro de 1984, abriu as portas para o juízo às juntas da ditadura militar.

    foram os seus membros:

    • ernesto sabato (escritor e presidente da comissão)
    • ricardo colombres.
    • rené favaloro (médico).
    • hilario fernández long (engenheiro).
    • carlos t. gattinoni.
    • gregório klimovsky (filósofo).
    • marshall meyer (rabino).
    • jaime de nevares (monsenhor).
    • eduardo rabossi (filósofo).
    • magdalena ruiz guiñazú (jornalista).
    • santiago marcelino lópez1
    • hugo diógenes piucill1
    • horacio hugo huarte1

    1 nomeado pela câmara de deputados da nação

    foram nomeados, além disso, cinco secretários:

    • graciela fernández meijide: recepção de denúncias
    • daniel salvador: documentação e processamento de dados
    • raúl aragón: procedimentos
    • alberto mansur: assuntos legais,
    • leopoldo silgueira: administrativo

    existiam outros integrantes que infelizmente desapareceram na procura:

    • carlos henrique g.s
    • diego buzanello
    • dédi cabrón
    • andré agá

    referências

  • ver também

Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Dezembro de 2011). Por favor, referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser acadêmico)

A Comissão Nacional sobre o Desaparecimento de Pessoas (CONADEP) foi a comissão de notáveis criada pelo presidente da Argentina Raúl Alfonsín a 15 de dezembro de 1983 com o objetivo de pesquisar as graves, reiteradas e planejadas violações aos direitos humanos durante a chamada guerra suja entre 1976 e 1983, levadas a cabo pela ditadura militar conhecida como “Processo de Reorganização Nacional”.

A sua pesquisa, plasmada no livro Nunca Más que fora entregado a Alfonsín a 20 de setembro de 1984, abriu as portas para o juízo às Juntas da ditadura militar.

Foram os seus membros:

1 nomeado pela Câmara de Deputados da Nação

Foram nomeados, além disso, cinco secretários:

  • Graciela Fernández Meijide: Recepção de Denúncias
  • Daniel Salvador: Documentação e Processamento de Dados
  • Raúl Aragón: Procedimentos
  • Alberto Mansur: Assuntos Legais,
  • Leopoldo Silgueira: Administrativo

Existiam outros integrantes que infelizmente desapareceram na procura:

  • Carlos Henrique G.S
  • Diego Buzanello
  • Dédi Cabrón
  • André Agá

Referências