Cila

Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde Janeiro de 2011). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre a ninfa transformada em monstro marinho. Se procura a filha do rei Niso de Mégara, veja Cila (filha de Niso).
Cila
Cila
Vaso grego, Museu do Louvre
PaisTifão e Equidna

Cila (em grego: Σκύλλα, transl.: Skýlla), na mitologia grega, conforme Homero e Ovídio, era uma bela ninfa que se transformou em um monstro marinho.

Versão de Ovídio

Segundo o poeta romano Ovídio, Glauco era um humano que as divindades aquáticas resolveram transformar em uma criatura do mar, com uma barba verde-acinzentada, largos ombros, braços azulados, pernas curvadas com nadadeiras na extremidade. Ele se apaixonou pela ninfa Cila, que apavorada com sua aparição, põe-se a fugir, pelas águas, pelas rochas, pelas cavernas submarinas. Mas o amor do pobre Glauco era imenso e, desesperado, e ele se lança em perseguição da bela ninfa, implorando, aos prantos, que lhe conceda um pouco de atenção. Impassível às suas súplicas, Cila continua sua fuga, escondendo-se num lugar tão inacessível que jamais Glauco conseguiria encontrá-la. Depois de inúteis buscas, Glauco é obrigado a reconhecer sua derrota. Apenas algum poder superior lhe facultaria conquistar o afeto da formosa ninfa. Abatido, torturado, Glauco dirige-se à ilha de Eeia, onde morava Circe, a feiticeira, e roga-lhe que o ajude a conquistar sua amada. Circe promete atendê-lo, mas acaba enamorando-se pelo deus marinho. Como Glauco a rejeita, agora é Circe quem põe-se a percorrer os mares, sem descanso atrás de seu amado. Como encantos de mulher revelam-se insuficientes, ela recorre a seus poderes de feiticeira, e decide transformar Cila em uma criatura tão horrenda e repulsiva que todo o amor de Glauco haveria de transformar-se em aversão. Sem ser vista, Circe derrama veneno nas águas de uma fonte onde a ninfa costumava banhar-se e retorna para a ilha de Ea onde aguarda pelos resultados. Quando Cila mergulha na água enfeitiçada seu belo corpo começa lentamente a transformar-se. Monstros horrendos surgem à sua volta, com ensurdecedor alarido. Aterrorizada, a ninfa procura afastá-los e fugir. Então descobre que os monstros são parte de si mesma, nascem de seu corpo. Desesperada corre ao encontro de Glauco e em seus braços chora longamente. Ele também lamenta a beleza perdida, mas recusa-se a permanecer com a antiga ninfa, pois o grande amor não existe mais.

Odisseu lutando contra Cila e Caribdis
Por Heinrich Füssli

Cila retira-se para longe e vai viver no estreito de Messina, entre a Sicília e a península Itálica, aterrorizando os mortais que antes a cortejavam, deslumbrados com sua extraordinária beleza. Na ilha de Ea, Circe inutilmente espera o retorno de Glauco. Revoltado com sua traição e crueldade, Glauco jamais quis visitá-la, passando toda a existência cultivando a lembrança de uma ninfa bela e doce, que um dia se perdeu nos feitiços do ciúme.

O aterrorizante monstro marinho em que Cila se transformou tinha o torso de uma bela mulher mas, em volta da cintura, possuía seis cabeças de serpente com três fileiras de dentes e um círculo de doze cães labradores. Os cães a alertavam quando um navio estava passando, de forma que ela pudesse capturar os navegantes.

En otros idiomas
العربية: سيلا (حورية)
asturianu: Escila
български: Сцила
brezhoneg: Skylla (euzhvil)
bosanski: Skila
corsu: Scilla
čeština: Skylla
dansk: Skylla
Deutsch: Skylla
Ελληνικά: Σκύλλα
English: Scylla
Esperanto: Skilo
español: Escila
فارسی: سکولا
suomi: Skylla
français: Scylla (monstre)
hrvatski: Skila
Bahasa Indonesia: Skilla
italiano: Scilla (mostro)
日本語: スキュラ
ქართული: სკილა
한국어: 스킬라
Lëtzebuergesch: Skylla
lietuvių: Scilė
Bahasa Melayu: Scylla
Nederlands: Scylla (nimf)
norsk: Skylla
polski: Skylla
română: Scila
srpskohrvatski / српскохрватски: Skila
Simple English: Scylla
slovenščina: Scila (pošast)
српски / srpski: Scila
svenska: Skylla
Türkçe: Scylla
українська: Скілла
West-Vlams: Scylla
中文: 斯库拉