Cefaleia em salvas

Cluster headache
A dor costuma ser descrita como se alguém estivesse arrancando uma parte do cérebro e de um olho.[1]
Especialidadeneurologia
Classificação e recursos externos
CID-1044.0
CID-9339.00,339.01,339.02,
DiseasesDB2850
MedlinePlus000786
eMedicineEMERG/229 article/1142459
MeSHD003027
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 

Cefaleias em salvas (CES) (do inglês Cluster Headache - CH), popularmente conhecida como dor de cabeça suicida (por causar vontade de morrer), são dores usualmente em apenas um lado da cabeça extremamente fortes, durando de 15 a 180 minutos, e podendo ocorrer mais de uma vez por dia (por isso o nome "salvas") e com uma frequência de 3 a 10 semanas. Ocorre com frequência nas primeiras horas de sono.[2]

Causas

PET1.jpg
PET2.jpg
PET3.jpg
PET scan mostrando áreas ativadas na dor.
VBM1.jpg
VBM2.jpg
VBM3.jpg
VBM mostrando diferenças estruturais entre cérebros

As reais causas da cefaleia em salvas (CES) ainda são desconhecidas. mas de acordo com alguns estudos, os padrões das crises, influências pelo horário do dia e estações, sugerem que o relógio biológico do corpo está envolvido. Nos seres humanos, o relógio biológico está situado no hipotálamo. Durante um ataque, o hipotálamo libera substâncias químicas que podem estimular as células nervosas no cérebro causando dor e outros sintomas. A hiperatividade nervosa também pode causar um alargamento (vasodilatação) das artérias no lado afetado do cérebro. Uma teoria é que a dor é causada por um alargamento dos vasos sanguíneos, que, pressionam sobre os tecidos nervosos próximos causando dor.[3] Exames de ressonância magnética sugerem dilatação da artéria oftálmica durante uma crise de cefaleia, enquanto PET Scan revela atividade dentro do seio cavernoso. Em alguns casos, existem fatores genéticos também, pois é mais comum entre familiares.[4]

En otros idiomas