Carta Canadense dos Direitos e das Liberdades

Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde setembro de 2016).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde setembro de 2016). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser acadêmico)
Royal arms of Canada (lesser version).svg
Parte da série sobre
Política do Canadá
Portal do Canadá

A Carta Canadense dos Direitos e das Liberdades é uma carta de direitos e liberdades, que não pode ser alterada facilmente, que faz parte da Constituição do Canadá adotado em 1982. Seu propósito é proteger os direitos de cidadãos canadenses de ações e regras em todos os níveis de governo. Seu predecessor, a Carta de Direitos Canadense de 1960, foi introduzida pelo governo do primeiro-ministro John George Diefenbaker, possuía mais limitações, e modificações podiam ser feitas facilmente pela Câmara dos Comuns do Canadá. A atual Carta Canadense dos Direitos e das Liberdades provém dos direitos humanos e da liberdade de movimento enunciado na Declaração Universal dos Direitos Humanos das Nações Unidas.[1]

Referências

  1. Hogg, Peter W. Constitutional Law of Canada. 2003 Student Ed. Scarborough, Ontario: Thomson Canada Limited, 2003.
Ícone de esboçoEste artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia .
En otros idiomas