Carlos Gomes (Rio Grande do Sul)

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Carlos Gomes (desambiguação).
Município de Carlos Gomes
Bandeira de Carlos Gomes
Brasão de Carlos Gomes
BandeiraBrasão
Hino
Aniversário20 de março
Fundação20 de março de 1992 (26 anos)
Gentílicocarlosgomense
Padroeiro(a)Santa Ana
CEP99825-000
Prefeito(a)Egidio Moreto[1] (PRB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Carlos Gomes
Localização de Carlos Gomes no Rio Grande do Sul
Carlos Gomes está localizado em: Brasil
Carlos Gomes
Localização de Carlos Gomes no Brasil
27° 43' 04" S 51° 54' 50" O27° 43' 04" S 51° 54' 50" O
Unidade federativaRio Grande do Sul
MesorregiãoNoroeste Rio-grandense IBGE/2008 [2]
MicrorregiãoErechim IBGE/2008 [2]
Municípios limítrofesÁurea, Centenário, São João da Urtiga, Paim Filho, Maximiliano de Almeida e Viadutos
Distância até a capital409 km
Características geográficas
Área83,154 km² [3]
População1 607 hab. Censo IBGE/2010[4]
Densidade19,33 hab./km²
Climasubtropical Cfa
Fuso horárioUTC−3
Indicadores
IDH-M0,782 elevado PNUD/2000 [5]
PIBR$ 19 168,934 mil IBGE/2008[6]
PIB per capitaR$ 11 029,31 IBGE/2008[6]
O nome da cidade homenageia o compositor Carlos Gomes.

Carlos Gomes é um município brasileiro no interior do estado do Rio Grande do Sul. Localiza-se a norte/noroeste da capital do estado, distando desta cerca de 304 km.[7] Ocupa uma área de 83,154 km², sendo que cerca de 3 km² estão em perímetro urbano,[8] e sua população em 2010 era de 1 607 habitantes[4] sendo então o 487º mais populoso do estado do Rio Grande do Sul. O município localiza-se na região do Alto Uruguai.

A sede tem uma temperatura média anual de 18,8°C e na vegetação do município predomina campos e pradarias. Com uma taxa de urbanização da ordem de 17,83%, o município contava, em 2008, com apenas um estabelecimento de saúde. O seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,782, considerando como elevado em relação ao estado.

Na área da cultura e lazer, destaca-se na realização de diversos eventos anuais, como a Festa de Nossa Senhora dos Navegantes, em fevereiro, ou a Mostra de Danças, realizada em maio.[9] Possui ainda alguns atrativos turísticos de valor cultural ou histórico, como a Igreja Matriz de Sant’Ana, a Gruta de Sant’Ana, além do Rio do Peixe, também conhecido como rio Apaê Mirim.[10]

História

Origens

De acordo com estudos realizados pela Eletrosul, o território que constitui hoje a região do Alto Uruguai já era habitada pelo homem há pelo menos 10 mil anos. Nos últimos três séculos, a região foi habitada pelo grupo dos Caingangues que, inicialmente, vivia em estado de isolamento.[11]

Os primeiros povoadores brancos da região do atual município de Carlos Gomes foram poloneses, desbravadores oriundos das Colônias de São Marcos, Bento Gonçalves, Veranópolis, Guaporé, Garibaldi e Alfredo Chaves, que chegaram por volta do ano de 1907. Todos pioneiros dedicaram-se à agricultura. Naquela época a cidade era um distrito de Passo Fundo. As primeiras famílias foram: Babinski, Stodulski, Osowski, Stawinski, Grzybowski, Ziger, Wilanowski, Pogorgelski, Jakubowski, Sztormowski, Longui, Slussarek, Wojakowski, Mikoanski, Andres, Wosinski, Meredik, Blasek, Strzelecki, e Amadigi. Os primeiros colonizadores chegaram até a região passaram por inúmeras dificuldades. Estas foram superadas pelos imigrantes que pouco a pouco foram se adaptando com a língua, costumes e alimentação local.[12]

Formação administrativa

O primeiro nome que a comunidade teve foi Sede dos Polacos, pelo fato da maioria dos habitantes serem descendentes de poloneses. O segundo foi Rio do Peixe e o Terceiro Ribeirão Torto. Em 1935 passou a denominar-se Nova Polônia e em 31 de outubro do mesmo ano, através do ato nº 125, da Intendência de Erechim, foi elevado à categoria de Vila como 11º Distrito de Erechim. Em 1944, sofre a última mudança nominal passando a chamar-se Carlos Gomes. Tal nome prende-se à existência de uma Banda Musical que era muito conhecida pela comunidade e tocava músicas do compositor de ópera brasileiro Carlos Gomes (Campinas, 11 de julho de 1836 — Belém, 16 de setembro de 1896).[12]

Em 1945, passou a ser o 9º Distrito de Erechim, e com a emancipação do município de Gaurama, em 1955 foi elevado a 3º Distrito. Em 1959, com a emancipação do município de Viadutos, fica sendo o 2º Distrito, integrando com a Sede o novo Município. O Município de Carlos Gomes veio a ser criado no dia 20 de março de 1992, pela Lei Estadual nº 9.540, após consulta plebiscitária realizada em 10 de novembro de 1991. Foi formado pelo desmembramento e áreas pertencentes ao município de Viadutos e sua instalação deu-se em 1 de janeiro de 1993 com a posse do 1º Prefeito, Vice- Prefeito e Vereadores.[12]

História recente

Com o crescimento populacional de cidades próximas a Carlos Gomes, foi criada a Microrregião de Erechim, reunindo além do município, outras trinta cidades. São as mais populosas: Erechim, Getúlio Vargas, Aratiba, Barão de Cotegipe, Estação, Gaurama, Campinas do Sul, Erval Grande, Marcelino Ramos, Viadutos, Itatiba do Sul e Áurea. Em 2006 sua população foi estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em cerca de 211 228 habitantes em uma área total de 5 745 km². Seu Índice de desenvolvimento humano (IDH) médio era de 0,791 e o PIB per capita médio de R$ 22 048 em 2003. Localiza-se na mesorregião do Noroeste Rio-grandense.[13]

En otros idiomas