British Racing Motors

Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2012). Por favor, referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser acadêmico)
Reino Unido BRM
Nome completoBritish Racing Motors
SedeBourne, Reino Unido
Fundador(es)Raymond Mays
Peter Berthon
Pessoal notávelAlfred Owen
Louis Stanley
Jean Stanley
Tony Rudd
Pilotos
Chassis
MotorMaserati, BRM e Climax
PneusDunlop, Goodyear e Firestone
Histórico na Fórmula 1
EstreiaReino Unido GP da Grã-Bretanha, 1951
Último GPItália GP da Itália, 1977 (não-classificado)
Grandes Prêmios197
Campeã de construtores1 (1962)
Campeã de pilotos1 (1962)
Vitórias17
Pole Position11
Voltas rápidas15
Pontos385
Posição no último campeonato
(1977)
17º (0 pontos)

A British Racing Motors, mais conhecida como BRM, foi uma equipa britânica de competições automobilísticas.

Disputou 2 corridas na temporada de 1951 da Fórmula 1, mas competiu apenas num GP, o da Grã-Bretanha. Voltou à categoria em 1954, e em 25 temporadas, teve como principais pilotos Graham Hill, Jackie Stewart, Maurice Trintignant, Pedro Rodríguez, Jo Siffert, Chris Amon, John Surtees, Jo Bonnier, Niki Lauda, Jean-Pierre Beltoise e Clay Regazzoni. Conquistou ainda um mundial de construtores e de pilotos com Graham Hill, ambos em 1962.

Nos últimos anos da equipa (1975 a 1977), o máximo que a BRM obteve foi um nono lugar no GP da Bélgica de 1975, com Bob Evans, e a última corrida em que obteve classificação foi na África do Sul (lembrado pelo acidente que matou Tom Pryce e um fiscal de pista, atropelado pelo britânico), com o australiano Larry Perkins.

Títulos Mundiais de Pilotos

Campeonatos Pilotos Temporadas
1 Inglaterra Graham Hill 1962
En otros idiomas