Briseis

Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde Novembro de 2012). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Se procura o asteroide, veja 655 Briseis.
Briseis
Afresco na Villa Valmarana, em Vicenza, Itália: Eurítate e Taltíbio tomam Briseis de Aquiles, para Agamemnon

Briseis (em grego antigo: Βρισηίς), também conhecida como Briseide ou Briseida, foi, na mitologia grega, uma troiana, viúva, da cidade de Lirnesso. Foi sequestrada durante a Guerra de Troia por Aquiles, depois que este matou seus três irmãos e seu marido, o rei Mines. Depois que um oráculo forçou o líder dos gregos, Agamemnon, a abandonar Criseis, uma mulher que havia capturado, o rei ordenou que os seus arautos Taltíbio e Euríbate buscassem-lhe Briseis como compensação. Aquiles sentiu-se ofendido por esta desapropriação, e retirou-se da luta. Apesar das promessas grandiosas de tesouro e mulheres feitas por Agamemnon, não voltou às batalhas até a morte de Pátroclo.

Achille et Briseis
Agostino Carracci

A retirada de Aquiles para sua tenda é o primeiro evento da Ilíada, de Homero. Com Aquiles afastado do conflito, os troianos experimentaram um período de sucesso. Depois que voltou à luta, Agamemnon restituiu Briseis a ele.

O nome verdadeiro de Briseis era Hipodâmia; Briseis na realidade é um patronímico, e quer dizer: "filha de Briseu".

Na Ilíada, Briseis é uma escrava de Aquiles, dada a ele pelo exército grego como um prêmio. Ele também a ama, comparando o seu relacionamento com o de marido e mulher (ele frequentemente se refere a ela como sua noiva e esposa):

São os Atreus, entre os mortais, os únicos que amam suas mulheres? Acho que não. Qualquer sujeito sadio e decente ama a sua e cuida dela, como em meu coração amei Briseis, embora a tenha conquistado pela lança.
 
[1].
Briseis chorando pátroclo na tenda de Aquiles
Jean Alaux,1815
École des Beaux-Arts

Aquiles se irrita profundamente com Agamemnon, furioso com a ideia de que ele se deitou com ela. Quando a disputa se resolve, e Aquiles retorna à luta, Agamemnon jura a Aquiles que ele e Briseis jamais dividiram uma cama.[2]

Nos romances medievais, Briseis se torna Briseida, e é a filha de Calcas. Ela amou e foi amada por Troilo, e depois por Diomedes. Posteriormente foi confundida com Criseis, e é sob diferentes variações deste nome que a personagem acaba se desenvolvendo, transformando-se depois na Créssida de William Shakespeare.

Referências literárias a Briseis

No livro O Incêndio de Troia, de Marion Zimmer Bradley, Briseis se apaixona por Aquiles e decide abandonar Troia para ficar com ele.

O romance Filha de Troia, de Sarah B. Franklin, foi escrito pelo ponto de vista de Briseis.

En otros idiomas
беларуская: Брысеіда
български: Бризеида
brezhoneg: Briseis
català: Briseida
čeština: Bríseovna
Deutsch: Briseis
Ελληνικά: Βρισηίδα
emiliàn e rumagnòl: Briśèide
English: Briseis
Esperanto: Brizeis
español: Briseida
eesti: Briseis
euskara: Briseida
فارسی: بریسئیس
suomi: Briseis
français: Briséis
magyar: Briszéisz
italiano: Briseide
ქართული: ბრიზეიდა
한국어: 브리세이스
Latina: Briseis
Lëtzebuergesch: Briséis
Lingua Franca Nova: Briseis
lietuvių: Briseidė
Nederlands: Briseïs
norsk: Briseis
polski: Bryzejda
română: Briseis
русский: Брисеида
српски / srpski: Брисеида
svenska: Briseis
Türkçe: Briseis
українська: Брісеїда