Brawn GP

Reino Unido Brawn GP
Brawn GP logo.svg
Nome completoBrawn GP Formula One Team
SedeBrackley, Inglaterra
Fundador(es)Ross Brawn
Pessoal notávelRoss Brawn
Nick Fry
Loïc Bigois
Jörg Zander
Nome anteriorHonda Racing F1 Team
Nome posteriorMercedes GP Petronas Formula One Team
Pilotos
Pilotos de teste
Chassis
MotorMercedes
PneusBridgestone
CombustívelExxonMobil
Histórico na Fórmula 1
EstreiaGP da Austrália de 2009
Último GPGP de Abu Dhabi de 2009
Grandes Prêmios17
Campeã de construtores1 (2009)
Campeã de pilotos1 (2009)
Vitórias8
Pole Position5
Voltas rápidas4
Pontos172
Posição no último campeonato
(2009)
1º (172 pontos)
Jenson Button, no GP da Grã-Bretanha de 2009.

Brawn GP Formula One Team foi uma equipe e construtora de Fórmula 1, criada no dia 6 de março de 2009, liderada por Ross Brawn, antigo chefe de equipe da Honda Racing F1 Team. A escuderia foi vendida à Mercedes-Benz, sendo que o anúncio oficial deu-se no dia 16 de novembro de 2009.

A Brawn GP foi a equipe de crescimento mais meteórico na história da Fórmula 1, sendo que na sua primeira e única temporada, alcançou o título de pilotos e o mundial de construtores. Teve como seus pilotos Jenson Button e Rubens Barrichello. Teve todo seu sucesso creditado a Ross Brawn, que assim, se tornou um grande nome na categoria levando uma equipe falida como a Honda F1, a equipe com o melhor aproveitamento em corridas da história da categoria, superior a 75% dos pontos disputados.

História

O início da Brawn GP

Ver artigo principal: Honda Racing F1 Team

Afetada pela crise econômica mundial, a Honda anunciou, no dia 5 de dezembro de 2008, sua retirada da F1, deixando o espólio da equipe à venda.[1] No dia 6 de março de 2009, através de um sistema chamado management buyout, Ross Brawn adquiriu o que restou da equipe, fundando então a Brawn GP.[2][3]

A temporada de 2009

A primeira corrida da equipe foi em Melbourne, no Grande Prêmio da Austrália, realizado no dia 29 de março de 2009. A estreia foi de muito sucesso: foi apenas a terceira vez na história que a Fórmula 1 viu uma equipe estreante levar seus dois pilotos aos dois lugares mais altos do pódio (o que não acontecia desde a Mercedes no Grande Prêmio da França de 1954[4]), além de terem feito dobradinha no grid de largada. O chefe e dono, Ross Brawn, demonstrou ter um carro competitivo no início da temporada, levando Button a conquistar seis vitórias em sete provas, o que rendeu os títulos de pilotos ao inglês e o de construtores para a equipe, junto com outras duas vitórias conquistadas por Barrichello na segunda metade da temporada de 2009 da Fórmula 1, quando a Brawn já não detinha o melhor carro, tendo sido sistematicamente superada pela Red Bull Racing.

Venda e formação da Mercedes GP

Ver artigo principal: Mercedes GP

Em 16 de novembro de 2009, foi confirmado que a fornecedora de motores da equipe, a montadora alemã Mercedes-Benz, em parceria com a Aabar Investments havia comprado uma participação de 75,1% na Brawn GP (Mercedes: 45,1%; Aabar: 30%),[5] que foi renomeada Mercedes GP para a temporada de 2010.[6][7]

En otros idiomas
asturianu: Brawn GP
беларуская: Brawn GP
беларуская (тарашкевіца)‎: Brawn GP
български: Браун ГП
bosanski: Brawn GP
català: Brawn GP
čeština: Brawn GP
Deutsch: Brawn GP
Ελληνικά: Brawn GP
English: Brawn GP
español: Brawn GP
eesti: Brawn GP
suomi: Brawn GP
galego: Brawn GP
hrvatski: Brawn GP
magyar: Brawn GP
Bahasa Indonesia: Brawn GP
italiano: Brawn GP
日本語: ブラウンGP
ქართული: Brawn GP
한국어: 브론 GP
lietuvių: Brawn GP
latviešu: Brawn GP
Bahasa Melayu: Brawn GP
Nederlands: Brawn GP
norsk: Brawn GP
polski: Brawn GP
română: Brawn GP
Simple English: Brawn GP
slovenščina: Brawn GP
српски / srpski: Брон ГП
Basa Sunda: Brawn GP
svenska: Brawn GP
Türkçe: Brawn GP
українська: Brawn GP
中文: 布朗車隊