Brasileiros

Disambig grey.svg Nota: Brasileira, brasileiros e povo brasileiro redirecionam para este artigo. Para outras acepções, veja Brasileira (desambiguação), brasileiros (desambiguação) ou Povo brasileiro
Brasileiros
Brazilians.jpg

1ª linha: •Adriana Lima •Santos Dumont •Alice Braga •Ayrton Senna •Chico Buarque
2ª linha: •Fernando Haddad •Fernando Meirelles •Gisele Bündchen •Gustavo Kuerten •Hugo Hoyama
3ª linha: •Joaquim Barbosa •Marcos Pontes •Luiz Gushiken •Machado de Assis •Marina Silva
4ª linha: •Neymar •Oscar Niemeyer •Índio pataxó •Pedro II •Pelé
5ª linha: •Zilda Arns •Rodrigo Santoro •Seu Jorge •Sérgio Vieira de Mello •Vinícius de Moraes
População total

c. 207 994 049 brasileiros (2017)[1]

Regiões com população significativa
 Brasil        207 milhões[1]
 Estados Unidos1.066.559[2]
 Japão210.032[2]
 Paraguai201.527[2]
Portugal Portugal140.426[2]
Flag of Spain.svg Espanha128.238[2]
 Reino Unido118.000[2]
 Alemanha95.160[2]
 Itália67.000[2]
 França44.622[2]
Suíça44.089[2]
 Bélgica43.000[2]
 Argentina41.330[2]
 Bolívia31.928[2]
 Países Baixos27.097[2]
Uruguai26.482[2]
 Canadá25.150[2]
Suriname22.000[2]
 Austrália21.723[2]
Guiana Francesa18.000[2]
 Irlanda18.000[2]
 Venezuela17.512[2]
 México10.850[2]
 Angola10.649[2]
 Israel10.040[2]
Línguas

Português: oficial e falada por 99% da população;Línguas Indígenas: 0,2%;Alemão: Bilinguismo de 1,9% (Hunsrückisch, Pomerano e Plautdietsch)[3][4]

[5]
Religiões
Predominantemente cristianismo
(64,3% Igreja Católica e 22,16% Protestantismo, 9,02% sem afiliação religiosa, Agnosticismo e Ateísmo, 1,5% Kardecismo, 0,6% Budismo e filosofias orientais, 0,1% Judaísmo, 0,03% Islamismo, tradições de matriz afro 0,3%)[6]
Grupos étnicos relacionados
Dencendentes principalmente de colonizadores portugueses, imigrantes europeus e africanos (principalmente povos da região da Guiné, além de angolanos e moçambicanos)
e povos indígenas. Em menor grau descendentes de imigrantes japoneses, eslavos (principalmente poloneses e ucranianos), árabes (principalmente sírios e libaneses) e judeus.

Os brasileiros formam uma nacionalidade ligada de forma indissociável ao Estado Brasileiro, ou seja, a característica fundamental de um brasileiro é sua ligação com o Brasil. Um brasileiro pode ser também uma pessoa nascida em outro país de um pai brasileiro ou mãe brasileira ou um estrangeiro morando no Brasil, que solicitou a cidadania brasileira.[7]

No período que se seguiu à descoberta do território brasileiro por Portugal, durante boa parte do século XVI, o vocábulo "brasileiro" foi dado aos comerciantes portugueses de pau-brasil, designando exclusivamente o nome de tal profissão, visto que os habitantes da terra eram, na sua maioria, índios, ou portugueses nascidos em Portugal, ou no território agora denominado Brasil.[8] No entanto, desde muito antes da Independência e fundação do Império do Brasil, em 1822, tanto no Brasil como em Portugal, já era comum se atribuir o gentílico "brasileiro" a uma pessoa, normalmente de clara ascendência portuguesa, residente ou cuja família residia no Estado do Brasil (1530-1815), pertencente ao Império Português. Durante a vigência do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves (1815-1822), no entanto, houve confusões quanto à nomenclatura.

Definição

Ver artigo principal: Nacionalidade brasileira

Segundo a Constituição do Brasil, os cidadãos brasileiros podem ser:

Natos

  • Qualquer pessoa nascida no Brasil, ainda que de pais estrangeiros, exceto nos casos em que estes estejam a serviço de seu país (como diplomatas estrangeiros);[7]
  • Qualquer pessoa nascida no estrangeiro de pai brasileiro ou mãe brasileira, nos casos em que estes estejam a serviço da República Federativa do Brasil;[7]
  • Qualquer pessoa nascida no estrangeiro de pai brasileiro ou mãe brasileira, com o registro de nascimento em uma Embaixada ou Consulado brasileiro. Além disso, uma pessoa nascida no estrangeiro de pai brasileiro ou mãe brasileira, que não foi registrada, mas que, depois de completar 18 anos, passou a viver no Brasil e optou por adquirir a nacionalidade ;[7]

Naturalizados

Um estrangeiro vivendo no Brasil, que solicitou e foi aceito como um cidadão brasileiro é naturalizado.[7] Segundo a Constituição, todas as pessoas que possuem a cidadania brasileira são iguais, independentemente de raça, etnia, gênero ou religião.[7]

Um estrangeiro pode optar pela cidadania brasileira após viver por 15 anos ininterruptos no Brasil e ser capaz de falar português. Uma pessoa nativa de um país cuja língua oficial é o português (Portugal, Angola, Moçambique, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial e Timor-Leste) pode solicitar a nacionalidade brasileira depois de apenas um ano ininterrupto de vida no Brasil. Uma pessoa de origem estrangeira que tem cidadania brasileira tem exatamente os mesmos direitos e deveres de um cidadão brasileiro de nascimento, mas não pode ocupar alguns cargos públicos especiais, como a Presidência da República, a Vice-Presidência da República, o Ministro da Defesa, a Presidência do Senado, a Presidência da Câmara dos Deputados, ser oficial das Forças Armadas do Brasil e Diplomata.[7]

A prerrogativa portuguesa

De acordo com a Constituição brasileira, o povo português tem um estatuto especial no Brasil. O artigo 12, parágrafo primeiro da Constituição, concede aos cidadãos de Portugal, com residência permanente no Brasil "os direitos inerentes aos brasileiros", excluídas as prerrogativas constitucionais de um brasileiro nato. Requisitos para a concessão de igualdade são: local de residência habitual (permanente), a idade da maioridade e a formulação de um pedido ao Ministério da Justiça.[7]

No Brasil, os portugueses podem exigir igualdade de tratamento no que diz respeito aos direitos civis, além disso, eles podem solicitar que sejam concedidos direitos políticos concedidos a brasileiros (exceto os direitos exclusivos para os brasileiros natos). Neste último caso, isso requer um mínimo de três anos de residência permanente.[7]

O uso da cidadania por cidadãos não-brasileiros (neste caso, portugueses) é uma rara exceção ao princípio de que a nacionalidade é uma condição sine qua non para a cidadania, concedida aos portugueses - se com um tratamento recíproco para os brasileiros em Portugal - devido à a relação histórica entre os dois países.[7]

En otros idiomas
العربية: برازيليون
azərbaycanca: Braziliyalı
ᏣᎳᎩ: ᎠᏂᏆᏏᎵ
Zazaki: Brezilyayıc
English: Brazilians
Esperanto: Brazilanoj
euskara: Brasildar
hrvatski: Brazilci
հայերեն: Բրազիլացիներ
Bahasa Indonesia: Bangsa Brasil
italiano: Brasiliani
日本語: ブラジル人
한국어: 브라질인
kernowek: Pobel Vrasil
lietuvių: Brazilai
română: Brazilieni
русский: Бразильцы
саха тыла: Бразилианнар
Scots: Brazilians
srpskohrvatski / српскохрватски: Brazilci
slovenščina: Brazilci
српски / srpski: Бразилци
Türkçe: Brezilyalılar
татарча/tatarça: Braziliälelär
українська: Бразильці
oʻzbekcha/ўзбекча: Brazillar
Tiếng Việt: Người Brasil
მარგალური: ბრაზილიარეფი
中文: 巴西人