Bipedismo

Uma avestruz, o mais rápido bípede vivo[1] (70 km/h)[2]

Bipedalismo ou bipedismo é uma forma de locomoção terrestre, onde um organismo se move por meio de seus dois membros posteriores ou pernas. Um animal ou máquina que normalmente se move desta forma é conhecido como bípede, que significa "dois pés" (do latim bi para "dois" e ped para "pé").[3] Entre os tipos de movimentos bípedes estão caminhar, correr ou pular.

Poucas espécies modernas são bípedes habituais, quando método de locomoção normal é sobre duas pernas. Dentro dos mamíferos, o bipedalismo habitual evoluiu várias vezes, como entre os Macropodidae (que inclui os cangurus), Dipodomyinae, Notomys, Hominina (humanos) e pangolins, assim como em vários outros grupos extintos que evoluíram esta característica de forma independente. No período Triássico alguns grupos de arcossauros (um grupo que inclui os antepassados dos crocodilos) desenvolveram o bipedalismo; entre os descendentes dos dinossauros, todas as primeiras espécies e muitos grupos posteriores eram bípedes habituais ou exclusivos; as aves descendem de um grupo de dinossauros que eram exclusivamente bípedes.

Um número maior de espécies modernas utilizam movimento bípede por curtos períodos de tempo. Várias espécies de lagartos movem-se de maneira bípede quando estão correndo, geralmente para escapar de ameaças. Muitas espécies de primatas e de urso adotam o bipedalismo para alcançar alimentos ou explorar o ambiente. Várias espécies de primatas arborícolas, como gibões e indrídeos, utilizam exclusivamente a locomoção bípede durante os breves períodos que passam no chão. Muitos animais também apoiam-se sobre as patas traseiras, enquanto lutam, copulam, tentam alcançar a comida ou para ameaçar um concorrente ou predador, mas não conseguem se mover de forma bípede.

  • ver também

Ver também

Referências

  1. Stewart, D. (1 de agosto de 2006). «A Bird Like No Other». National Wildlife. Cópia arquivada em 9 de fevereiro de 2012 
  2. Davies, S.J.J.F. (2003). «Birds I Tinamous and Ratites to Hoatzins». In: Hutchins, Michael. Grzimek's Animal Life Encyclopedia. 8 2 ed. Farmington Hills, MI: Gale Group. pp. 99–101. ISBN 0-7876-5784-0 
  3. «Bipedalismo». Consultado em 20 de janeiro de 2015. 
Ícone de esboço Este artigo sobre Biologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia .
En otros idiomas
Afrikaans: Bipedie
azərbaycanca: Bipediya
brezhoneg: Daoudroadegezh
bosanski: Dvonožnost
català: Bipedisme
čeština: Bipedie
Deutsch: Bipedie
English: Bipedalism
Esperanto: Dupiedulo
español: Bipedestación
فارسی: دوپایان
français: Bipédie
Gaeilge: Déchosachas
galego: Bipedismo
Kreyòl ayisyen: Bipèd
Bahasa Indonesia: Bipedalisme
日本語: 二足歩行
ქართული: ბიპედალიზმი
한국어: 이족보행
Lëtzebuergesch: Bipedie
Nederlands: Bipedie
occitan: Bipedia
русский: Бипедализм
Scots: Bipedalism
Simple English: Bipedalism
slovenčina: Bipédia
svenska: Bipedalism
Türkçe: Bipedalizm
українська: Двоногість