Batalha de Königgrätz

Batalha de Königgrätz
Guerra Austro-prussiana
1868 Bleibtreu Schlacht bei Koeniggraetz anagoria.JPG
A Batalha de Königgrätz, por Georg Bleibtreu. Óleo sobre tela, 1869.
Data3 de julho de 1866
LocalEntre Sadová e Königgrätz, na Boêmia
DesfechoVitória prussiana decisiva
Beligerantes
War Ensign of Prussia (1816).svg PrússiaFlag of the Habsburg Monarchy.svg Áustria
Flagge Königreich Sachsen (1815-1918).svg Saxônia
Comandantes
War Ensign of Prussia (1816).svg Helmuth von Moltke
War Ensign of Prussia (1816).svg Frederico Carlos
War Ensign of Prussia (1816).svg Príncipe Frederico III
War Ensign of Prussia (1816).svg Karl Herwarth von Bittenfeld
Flag of the Habsburg Monarchy.svg Ludwig von Benedek
Flagge Königreich Sachsen (1815-1918).svg Alberto da Saxônia
Forças
221 000 soldados
702 canhões
215 000 austriacos
23 000 saxões
650 cahões
Baixas
1 929 mortos
6 948 feridos
276 desaparecidos
5 793 mortos
8 514 feridos
7 836 desaparecidos
22 170 capturados

A Batalha de Königgrätz (ou de Sadowa ou de Hradec Králové, em tcheco), em 3 de julho de 1866, foi o enfrentamento decisivo da Guerra Austro-Prussiana, decidindo-a em favor da Prússia. Ocorreu próximo a Hradec Králové, hoje na República Tcheca. Nesta batalha se manifestou a revolução tática da adoção do fuzil de retrocarga e de agulha. A potência de fogo da infantaria acabou com a carga a baioneta e o choque frontal, típicos das batalhas do século XVII.

O conflito

Após uma série de insucessos, o general magiar Ludwing von Benedek, comandante do exército do Império Austríaco, decidiu concentrar suas forças para deter a invasão prussiana. Para isto escolheu um terreno acidentado, tendo o córrego Bistritz a oeste e o rio Elba a leste. Uma poderosa frente de 12 km, em arco, com a fortaleza de Königgrätz às costas, guardando a ponte sobre o rio Elba.

Batalha de Sadowa.
Mapa histórico da Batalha de Königgrätz ou Sadowa.

O ataque prussiano, vindo do oeste, iniciou-se com o 1.º Exército e o Exército do Elba. Dois corpos austríacos (o 2º e o 4º) atacaram o flanco esquerdo do 1º Exército prussiano, pensando assim desbordar toda a força adversária. Contudo, do norte, chegou finalmente o 2º Exército prussiano (após longa e apressada marcha), que colheu assim o flanco direito austríaco pela retaguarda, para em seguida se colocar entre as forças austríacas e Königgrätz. As reservas austríacas (1º e 6º corpos) tentaram ainda um contra-ataque, mas a batalha já estava perdida.

En otros idiomas