Barco de Oseberga

Barco de Oseberga
Barco de Oseberga
Carreira
Construçãoca. 820
Características gerais
Comprimento22 m
Velocidade10 nós
Detalhe do barco de Oseberga
A carroça encontrada com o barco de Oseberga

O barco de Oseberga (em norueguês: Osebergskipet) é um barco víquingue encontrado numa grande mamoa, uma sepultura situada na quinta de Oseberga, na proximidade do Fiorde de Oslo, mais exatamente, perto de Tønsberg, na comuna de Vestfold, na Noruega. A escavação foi levada a cabo pelo arqueólogo sueco Gabriel Gustafson e pelo arqueólogo norueguês Haakon Shetelig em 1904-1905.[1]

O barco e o seu conteúdo encontram-se em exposição no Museu de barcos viquingues de Oslo, na ilha de Bygdøy.

O barco

O barco foi construído quase completamente com madeira de carvalho e enquadra-se no tipo karv. Possui cerca de 22 metros de comprimento e 5 metros de largura, com um mastro de aproximadamente 10 metros de altura. Com uma vela de cerca de 90 m², o barco podia atingir uma velocidade de 10 nós. Possui 15 pares de buracos para os remos, o que significa que poderiam remar 30 pessoas em simultâneo. O restante equipamento inclui uma âncora de ferro e um leme largo. A proa e a popa do barco encontram-se decoradas de forma elaborada, com baixos relevos complexos em madeira, num estilo denominado Oseberga.

O barco foi construído em 820 e foi usado para navegar durante vários anos, antes de ser usado na sepultura. Apesar de ser próprio para viagens marítimas, é relativamente frágil, pensando-se que tenha apenas sido usado para viagens costeiras.

En otros idiomas
English: Oseberg Ship
français: Bateau d'Oseberg
Bahasa Indonesia: Oseberg
íslenska: Ásubergsskipið
italiano: Nave di Oseberg
Lëtzebuergesch: Schëff vun Oseberg
Nederlands: Osebergschip
norsk nynorsk: Osebergskipet
srpskohrvatski / српскохрватски: Brod iz Oseberga