Auditoria ambiental

Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Ambiente.
Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição.

Este artigo está para revisão desde Fevereiro de 2008.

Auditoria ambiental

[1] “A auditoria ambiental é um processo sistemático e documentado de verificação, realizado para obter e avaliar, de forma objetiva, evidências de auditoria para determinar se as atividades, eventos, sistemas de gestão e condições ambientais especificados, ou as informações relacionadas a estes estão em conformidade com os critérios de auditoria, e para comunicar os resultados deste processo ao cliente.” (definição da norma ISO 14.010) As auditorias ambientais consiste em facilitar o gerenciamento das práticas ambientais, bem como avaliar as conformidades da politicamente correta das empresas atendendo aos requisitos exigidos pelos órgãos competentes. Na auditoria são utilizados critérios que correspondem a práticas e requisitos que serão empregados como ferramentas, pelas empresas ou auditores, como parâmetros de avaliação das práticas operacionais da empresa que será auditada, as documentações e atividades que serão avaliadas no processo de auditoria. [2] [3] Internacionalmente, a auditoria ambiental sobre base normalizada começou a ser discutida em 1991 com a criação do Strategic Advisory Group on Environment - Sage no âmbito da ISO. A discussão se amplia mundialmente, em 1994, com a divulgação dos projetos de norma dentro da série ISO14000. Em 1996, tais projetos de norma são alçados à categoria de normas internacionais, sendo adotadas pelos países participantes da ISO. No Brasil, a Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT apresentou, em dezembro de 1996, as NBR ISO 14010, 14011 e 14012, referentes à auditoria ambiental. Compreende-se que o processo de auditoria ambiental é um instrumento de suma importância, caracterizando a relação existente economia e meio ambiente, auxiliando as empresas verificando o desempenho ambiental com a criação de mecanismos que se façam cumprir as legislações pertinentes e, tornando pública as informações ligadas aos recursos naturais utilizadas nas empresas. Introdução à coordenação modular da construção no Brasil: uma abordagem atualizadaAutores Hélio Adão Greven eAlexandra Staudt Follmann BaldaufColeção Habitare, volume 9 ANTAC Porto Alegre, 2007 72 p. Ilustrado

ISBN 978-85-89478-23-6

Um instrumento de gestão, como a Auditoria Ambiental, deve permitir fazer esta avaliação não só nos sistemas de gestão mas também, como indica Valle (1995), sobre o desempenho dos equipamentos instalados em um estabelecimento de uma empresa, para fiscalizar e limitar o impacto de suas atividades sobre o Meio Ambiente.

Para a Comissão Européia, a Auditoria Ambiental, além de contribuir para salva guardar o meio avalia o cumprimento de diretrizes da empresa, o que incluiria o atendimento da exigências de órgãos reguladores e normas aplicáveis.

Quanto à sua periodicidade, nos lembra Malheiros (1996), os procedimentos de auditoria podem ser também ocasionais, principalmente quando relacionados às atividades ambientais de uma empresa, sendo considerados como instrumentos de aprimoramento de seu desempenho ambiental e das ações relativas a essa questão.

Esses procedimentos, conforme assinala a Environmental Protection Agency — EPA, devem ser utilizados, principalmente, por entidades regulamentadas relacionadas com o atendimento aos requisitos ambientais.


En otros idiomas