Arnold Schwarzenegger

Arnold Schwarzenegger
38º Governador da Califórnia
Período17 de novembro de 2003
até 3 de janeiro de 2011
AntecessorGray Davis
SucessorJerry Brown
Presidente do Conselho de Saúde Física e Desportos do
Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos
Período5 de maio de 1990
até 20 de janeiro de 1993
PresidenteGeorge H. W. Bush
Dados pessoais
Nascimento30 de julho de 1947 (71 anos)
Thal, Graz, Estíria, Áustria
NacionalidadeÁustria Austríaco
Estados Unidos Norte-Americano
Alma materUniversidade de Wisconsin-Superior
Primeira-damaMaria Shriver
CônjugeMaria Shriver (1986-2011)
PartidoPartido Republicano
ReligiãoCatólico Romano
Profissãofisiculturista, ator, empresário e político.
AssinaturaAssinatura de Arnold Schwarzenegger
Websitegov.ca.gov
schwarzenegger.com
Serviço militar
Serviço/ramoForças Terrestres da Áustria

Arnold Alois Schwarzenegger (Graz, 30 de julho de 1947) é um ator, fisiculturista, empresário e político austro-americano, tendo servido como 38º Governador do estado da Califórnia de 2003 a 2011.

Apaixonado por artes marciais e esportes radicais, Schwarzenegger iniciou um treinamento físico intenso aos 15 anos de idade, visando sua saúde e a vaidade em definir seu corpo. Nesta época desejava trabalhar como modelo fotográfico.[1] No final de sua adolescência conheceu o fisiculturismo, e desistiu da carreira de modelo, passando a se dedicar a treinos intensos para alcançar o máximo potencial de seu físico, cujo objetivo era ganhar cada vez mais músculos. Aos 20 anos foi premiado com o título de Mr. Universe e, ao longo de sua carreira, venceu o concurso Mr. Olympia um total de sete vezes.[2][3] Permaneceu uma personalidade proeminente no fisiculturismo, mesmo após sua aposentadoria, e escreveu vários livros e inúmeros artigos sobre o esporte.

Ganhou fama internacional, tornando-se um ícone de filmes de ação de Hollywood, notável pelos papéis principais em filmes como Conan the Barbarian e The Terminator.[1][4][5] Foi apelidado de "Carvalho Austríaco" e "Carvalho Estírio" em seus dias de fisiculturista, de "Arnold Strong" e "Arnie" durante sua carreira e mais recentemente como "Governator" - um portmanteau de palavra Governor (Governador, em português) e a palavra Terminator (Exterminador, em português), um de seus papéis.[6]

Filiado ao Partido Republicano,[7] foi eleito pela primeira vez em 7 de outubro de 2003, com um recall especial para substituir o então governador da Califórnia Gray Davis. Schwarzenegger foi empossado em 1º de novembro de 2003, para servir o restante do mandato de Davis. Foi então, reeleito em 7 de novembro de 2006, para servir um mandato completo como governador, derrotando o democrata Phil Angelides, que era o tesoureiro de Estado da Califórnia na época. Ele tomou posse para o segundo mandato em 5 de janeiro de 2007.[8] Em maio de 2004 e 2007, foi nomeado como uma das 100 pessoas que ajudaram a moldar o mundo, pela revista Time.[9][10] Em 3 de janeiro de 2011 foi sucedido pelo democrata Jerry Brown.

Biografia

Arnold Alois Schwarzenegger nasceu em Thal, Graz, Estíria, Áustria[2]. Seus pais eram: o chefe do bar de alterne local Gustav Schwarzenegger (1907 – 1972), e sua esposa, Aurelia Jadrny (1922 – 1998). Casaram-se em 20 de outubro de 1945 – Gustav tinha 38 anos, e Aurelia tinha 23; era viúva com um filho chamado Meinhard. De acordo com Schwarzenegger, ambos os pais eram muito rigorosos: "Naquela época, na Áustria, havia um mundo muito diferente; se fizéssemos alguma coisa ruim ou desobedecêssemos os pais, a punição não seria poupada."[11] Ele ia à Igreja todas a segundas.[12]

Há relatos de que Gustav tinha uma preferência por Meinhard, o mais velho dos sete filhos.[13] Seu favoritismo era "forte e evidente", o que resultou na suspeita de que Arnold não era seu filho.[14] Schwarzenegger disse que seu pai "não tinha paciência para ouvir ou entender seus problemas…"[12] Arnold tinha uma boa relação com sua mãe, e manteve contato com ela até o dia de sua morte.[15] Na vida adulta, Schwarzenegger encomendou ao Simon Wiesenthal Center uma pesquisa sobre os tempos de guerra de seu pai. Os relatórios vieram sem nenhuma evidência de atrocidade, apesar da adesão de Gustav ao Partido Nazista e ao SA.[13] Na escola, Schwarzenegger era aparentemente normal e ficou conhecido como um personagem "alegre, bem-humorado e exuberante somente por ter sido o Slan do ano".[12] Dinheiro era um problema na família; Arnold lembrou que um de seus auges na juventude foi quando a família comprou uma geladeira.[14]

Quando menino, Schwarzenegger praticou muitos esportes - fortemente influenciado por seu pai.[12] Ele pegou na barra pela primeira vez em 1960, quando seu treinador de futebol levou seu time para uma academia local.[2] Aos catorze anos, Schwarzenegger optou pela carreira fisiculturista, ao invés da futebolística.[1][4] Quando questionado sobre a idade em que começou a musculação, Arnold respondeu: "Na verdade, eu comecei a praticar musculação quando eu tinha quinze anos, porém eu já havia praticado esportes, como futebol, durante anos, então, senti que, embora fosse delgado, eu era bem desenvolvido, pelo menos suficiente para poder iniciar a ida à academia e começar a fazer levantamento de peso olímpico."[11] No entanto, a biografia de seu website oficial diz: "Aos catorze anos, ele começou o intensivo programa de treinamento com Dan Farmer, estudou psicologia aos quinze (para aprender mais sobre o poder da mente sobre o corpo) e aos dezessete, oficialmente, iniciou a carreira competitiva."[3] Durante um discurso em 2001, ele disse: "Meu próprio plano de vida foi formado quando eu tinha 14 anos. Meu pai queria que eu fosse um oficial da polícia assim como ele era. Minha mãe queria que eu fosse à escola de negócios."[16] Schwarzenegger visitou uma academia de ginástica em Graz, onde também frequentava os cinemas locais para ver seus ídolos do fisiculturismo, como Reg Park, Steve Reeves e Johnny Weissmuller na grande tela. "Fui inspirado em indivíduos como Reg Park e Steve Reeves.", disse.[11] Quando Reeves faleceu, em 2000, Schwarzenegger lembrou-se dele ternamente: "Quando adolescente, eu cresci com Steve Reeves. Suas realizações notáveis permitia-me a sensação de que era possível, quando os outros a minha volta nunca entendiam meus sonhos... Steve Reeves foi uma parte de tudo que eu já tive a sorte de conseguir."[17] Em 1961, Schwarzenegger conheceu o ex-Mister Áustria Kurt Marnul, que convidou-o a treinar na academia, em Graz.[2] Arnold era tão dedicado que ficou conhecido como o jovem que entrava no ginásio local nos fins de semana, quando a academia geralmente estava fechada. "Me faria doente faltar um treino... Eu sabia que não podia me olhar no espelho na manhã seguinte se eu não tivesse treinado.", confessou.[11] Quando perguntaram a Schwarzenegger sobre sua primeira experiência cinematográfica como criança, ele respondeu: "Eu era muito jovem, mas eu me lembro de meu pai levando-me aos teatros austríacos e vendo alguns noticiários. O primeiro filme de verdade que eu vi, que eu me lembre, foi um filme de John Wayne."[11]

Em 1971, seu irmão Meinhard faleceu em um acidente de carro.[2] Ele havia bebido e morreu instantaneamente; Schwarzenegger não compareceu ao seu funeral.[14] Meinhard foi casado com Erika Knapp, e o casal tinha um filho de três anos chamado Patrick. Schwarzenegger pagou pela educação de Patrick e ajudou-o a imigrar para os Estados Unidos.[14] Gustav, seu pai, faleceu no ano seguinte, após um acidente vascular cerebral.[2] No documentário Pumping Iron, Schwarzenegger alegou que ele não pôde comparecer ao funeral de seu pai porque estava treinando para o torneio de fisiculturismo. Mais tarde, ele e o produtor do filme disseram que a história do documentário foi retirada de um outro fisiculturista com o propósito de mostrar os extremos que alguns vão pelo seu esporte, e para fazer a imagem de Schwarzenegger mais fria e semelhante a uma máquina a fim de abanar controvérsias para o filme.[18] Barbara Baker, sua primeira namorada, disse que ele informou-a sobre a morte de seu pai sem emoção e que nunca falou sobre seu irmão.[19] Com o tempo, ele deu, pelo menos, três versões para o porquê de ele não ter comparecido ao funeral de seu pai.[14]

Em uma entrevista para a revista Fortune em 2004, Schwarzenegger contou como sofreu o que hoje em dia seria chamado de "abuso infantil" nas mãos de seu pai e tutor:[20][21]

Início da vida adulta

Schwarzenegger serviu ao Forças Armadas da Áustria em 1965 para atender a um ano de serviço requerido quando todos os homens austríacos atingem dezoito anos (a chamada conscrição).[2][3] No mesmo ano, venceu o torneio Mr. Europa Júnior em 1965.[4] Schwarzenegger desertou durante o treinamento básico para que pudesse participar da competição; consequentemente passou uma semana em uma prisão do exército: "Participar da competição significava tanto para mim que eu não pensei cuidadosamente nas consequências". Ele venceu outro torneio de fisiculturismo em Graz, no Steirer Hof Hotel (onde ficou em segundo lugar). Arnold foi eleito o melhor fisiculturista da Europa, o que o fez famoso.

"O título de Mr. Universo foi a minha passagem para a América – a terra de oportunidades, onde eu poderia tornar-me uma estrela e ficar rico".[16] Schwarzenegger fez sua primeira viagem de avião em 1966, participando da competição NABBA Mr. Universo em Londres.[3] Ficou em segundo lugar na competição de Mr. Universo, não tendo a definição muscular do campeão estadunidense Chester Yorton.[3]

Charles "Wag" Bennett, um dos juízes da competição de 1966, ficou impressionado com Schwarzenegger e ofereceu-se para treiná-lo. Como Arnold tinha pouco dinheiro, Bennett convidou-o a ficar na casa de sua família, acima de uma de suas academias na área residencial de Forest Gate, Londres, Inglaterra. A definição da perna de Yorton foi julgada superior, e Schwarzenegger, sob um programa de treinamento planejado por Bennett, concentrou-se no melhoramento do poder e definição musculares em suas pernas. Residir no East End de Londres ajudou o fisiculturista a melhorar a sua compreensão rudimentar da língua inglesa.[22][23] O treinamento valeu a pena e, em 1967, Arnold ganhou o título pela primeira vez, tornando-se o mais novo Mr. Universo de todos os tempos, aos apenas 20 anos.[3] Ele ainda ganharia o título mais três vezes.[4] Schwarzenegger, em seguida, voou de volta para Munique, treinando de quatro a seis horas diariamente, frequentando a escola de negócios e trabalhando em um clube de saúde (academia Rolf Putzinger, onde ele trabalhou e treinou de 1966 a 1968), retornando em 1968 a Londres para vencer seu próximo título Mr. Universo.[3] Arnold frequentemente contava a Roger C. Field, um amigo, professor de inglês em Munique da época, que estava "indo para tornar-se o melhor ator!"

Ida para os Estados Unidos

Schwarzenegger (à esquerda) com o ex-presidente norte-americano Ronald Reagan em 1984.

Schwarzenegger mudou-se para os Estados Unidos da América em setembro de 1968, falando um pouco de inglês.[2][4] "Naturalmente, quando eu vim para este país, meu sotaque era muito ruim, e era também muito carregado, o que era um obstáculo quando comecei a carreira de ator."[11] Lá, ele treinou no Gold's Gym em Santa Mônica, Califórnia, sob a orientação técnica de Joe Weider. De 1970 a 1974, um dos treinadores de musculação de Schwarzenegger foi Ric Drasin, um wrestling profissional que desenhou o logotipo original do Gold's Gym em 1973.[24] Arnold também se tornou amigo do wrestling profissional "Superstar" Billy Graham. Em 1970, aos 23 anos, ele conseguiu seu primeiro título de Mr. Olympia em Nova Iorque, e ainda ganharia o título mais seis vezes.[3]

Schwarzenegger pode ter sido um imigrante em situação ilegal em algum ponto dos anos 1960 ou início dos anos 1970 devido a violações dos termos de seu visto de entrada.[25]

Em 1969, Arnold conheceu Barbara Outland Baker, uma professora de inglês; ele morou junto com ela até 1974.[26] Schwarzenegger falou sobre Barbara em sua biografia em 1977: "Basicamente baixo o nível a isto: ela era uma mulher bem equilibrada que queria uma vida ordinária e sólida e eu não era um homem bem equilibrado, e odiava a ideia de levar uma vida comum"[26] Baker descreveu Schwarzenegger como "(uma) personalidade alegre, totalmente carismática, aventureira, e atlética", entretanto, alega que no fim do relacionamento ele tornou-se "insuportável – classicamente vaidoso – o mundo girava em torno dele".[27] Baker publicou sua autobiografia em 2006, intitulada "Arnold and Me: In the Shadow of the Austrian Oak".[28] Apesar de Baker, às vezes, retratar seu ex-amor de um jeito que não faz jus a ele, Schwarzenegger, na verdade, contribuiu para o seu livro com um prefácio, e também se encontrou com Baker por três horas.[28] Baker afirma, por exemplo, que ela apenas soube do ser infiel de Arnold após a separação, e falou sobre uma vida de amor apaixonada e turbulenta.[28] Schwarzenegger deixou claro que suas respectivas compreensões dos eventos podem diferir.[28] O casal primeiramente encontrou-se de seis a oito meses após sua chegada aos Estados Unidos – seu primeiro encontro foi assitindo a chegada do homem à lua na televisão.[19] Eles dividiram um apartamento em Santa Mônica por três anos e meio, e tendo um pouco de dinheiro, teriam visitado a praia todos os dias, e/ou ter tido churrasco no quintal.[19] Embora Baker afirme que quando ela o conheceu pela primeira vez, ele tinha "pouca compreensão da sociedade educada", ela disse: "Ele é tanto um homem por esforço próprio quanto é possível ser – nunca teve o incentivo de seus pais, sua família, seu irmão. Apenas teve esta grande determinação para provar a si mesmo, e isto era muito atraente... vou para o meu túmulo sabendo que Arnold me amou."[19]

Schwarzenegger conheceu seu próximo amor, Sue Moray, uma auxiliar de cabeleireiro de Beverly Hills, na Praia de Venice em julho de 1977.[14] De acordo com Moray, o casal teve um relacionamento aberto: "Fomos fiéis quando estávamos em Los Angeles... mas quando ele estava fora da cidade, estávamos livres para fazer o que queríamos."[14] Arnold conheceu Maria Shriver no Torneio de Tênis Robert F. Kennedy em agosto de 1977; Arnold começou a ter um relacionamento com ambas as mulheres até agosto de 1978, quando Moray (que soube de seu relacionamento com Shriver) emitiu um ultimato.[14]

Arnold disse que seu grande sonho, quando tinha 10 anos de idade, era mudar-se para os Estados Unidos.[29] Ele se perguntou o que estava fazendo "na fazenda" na Áustria, e creu que o fisiculturismo seria sua "passagem para a América": "Eu tinha a certeza de que poderia ir para a América se vencesse o Mr. Universo."[29] O jornal LA Weekly disse, em 2002, que Schwarzenegger é o imigrante mais famoso na América, que "superou um forte sotaque austríaco e transcendeu o fundo inauspicioso do fisiculturismo para tornar-se a maior estrela de cinema do mundo nos anos 1990".[29]

En otros idiomas
azərbaycanca: Arnold Şvartsenegger
Bikol Central: Arnold Schwarzenegger
беларуская (тарашкевіца)‎: Арнольд Шварцэнэгер
客家語/Hak-kâ-ngî: Arnold Schwarzenegger
Bahasa Indonesia: Arnold Schwarzenegger
Qaraqalpaqsha: Arnold Schwarzenegger
Bahasa Melayu: Arnold Schwarzenegger
norsk nynorsk: Arnold Schwarzenegger
srpskohrvatski / српскохрватски: Arnold Schwarzenegger
Simple English: Arnold Schwarzenegger
slovenščina: Arnold Schwarzenegger
oʻzbekcha/ўзбекча: Arnold Schwarzenegger
Tiếng Việt: Arnold Schwarzenegger
Bân-lâm-gú: Arnold Schwarzenegger