Apóstolo

A Última Ceia, pintura mural da década de 1490 de Leonardo da Vinci, é uma representação da última comunhão de Jesus e seus doze apóstolos antes de sua crucificação.

Na tradição cristã, os apóstolos (em grego: ἀπόστολος, transl.: apóstolos; lit. "aquele que é mandado em missão"), por vezes referidos como os Doze Apóstolos, foram um pequeno grupo de doze pessoas relatadas como os discípulos de Jesus, a figura central do cristianismo.[1] São mensageiros judeus enviados por Jesus para pregar o Evangelho, inicialmente apenas aos judeus e depois também aos gentios, em todo o mundo antigo. Durante a vida e o ministério de Jesus no século I, os apóstolos foram seus seguidores mais próximos e se tornaram os principais pregadores da mensagem de seu evangelho.[1]

Segundo o Evangelho de Lucas, "Ele chamou para si os seus discípulos, e deles escolheu doze, a quem ele chamou de apóstolos" (Lucas 6:13).

Vemos, entretanto, que, logo após a ressurreição de Jesus, outros homens foram comissionados (enviados) como apóstolos, cumprindo o poder que Jesus deixou à Sua Igreja de falar em Seu nome. São os primeiros presbíteros, ultrapassando o número inicial dos 12 apóstolos.

O termo apóstolo é designado para um trabalho específico dentro da estrutura de cargos da igreja. Prioritariamente, este serviço seria o de expandir a mensagem do evangelho para novas localidades, organizando a vida cristã entre os fiéis. A função é responsável pela fundamentação de questões doutrinárias, em consonância com os ensinamentos de Deus.

Intuito missionário

O cristianismo tem por intenção missionar o maior número possível de pessoas. O judaísmo é um sistema de crenças caracterizado por um conjunto de regras de comportamento, algumas das quais são vistas como pouco convenientes para a sua aceitação pelos outros povos (nomeadamente a circuncisão e as regras de alimentação). Por outro lado, o monoteísmo é apelativo para os povos politeístas (ver sociologia da religião de David Hume).

Tanto a crença judaica, quanto a cristã, são monoteístas e apelativas para muitos dos romanos, politeístas. Mas, enquanto que os judeus mantiveram as suas tradições religiosas, os cristãos, inicialmente um pequeno seguimento do judaísmo, dispuseram-se a acabar com essas tradições para em contrapartida se tornarem mais apelativos aos gentios. Os apóstolos tiveram, neste contexto, um papel fundamental.

Os apóstolos - especialmente Paulo de Tarso, um homem que não andou com Jesus antes da Sua ressurreição, porém teve experiências extraordinárias, espirituais, quando no caminho de Damasco, o Senhor Jesus lhes apareceu, e a partir daquele momento, ocorreu a transformação e conver-são, do Saulo, para Paulo, o maior evangelista que o cristianismo teve e tem, em registros das escrituras, mas que é considerado pelos próprios apóstolos como um apóstolo também, e foi escolhido por Jesus para pregar aos gentios - foram aqueles que receberam a incumbência, do próprio Jesus, de esclarecer aos povos, incluindo os gentios, que não basta seguir à risca um conjunto de regras de comportamento nem realizar rituais (como os judeus acreditavam) para agradar a Deus e receber o seu favor, a sua salvação e que Deus deseja a salvação de todos e não apenas dos judeus; isto permitiu a entrada dos povos gentios neste sistema de crenças então nascente.

Os tempos apostólicos - no sentido estrito do termo - constituem o período de vida dos doze, mais São Paulo, da ressurreição até à morte de cada um deles.

O sucesso da estratégia incutida ao cristianismo pelos apóstolos é evidente. Enquanto que o judaísmo permaneceu uma religião monoteísta transmitida de geração em geração, o cristianismo foi adoptado por outros povos (o Império Romano teve um importante papel na sua divulgação) e cresceu para influenciar a história e cultura da Europa desde então.

En otros idiomas
Afrikaans: Apostel
Alemannisch: Apostel
aragonés: Apóstol
asturianu: Apóstol
azərbaycanca: Həvarilər
беларуская: Апосталы
български: Апостол
brezhoneg: Abostol
català: Apòstol
corsu: Apostulu
čeština: Apoštol
Чӑвашла: Апостолсем
Deutsch: Apostel
English: Apostles
Esperanto: Apostolo
español: Apóstol
eesti: Apostel
euskara: Apostolu
فارسی: حواری
suomi: Apostoli
français: Apôtre
furlan: Apuestul
Frysk: Apostel
galego: Apóstolo
hrvatski: Apostol
Kreyòl ayisyen: Apòt
magyar: Apostol
հայերեն: Առաքյալներ
interlingua: Apostolo
íslenska: Postuli
italiano: Apostolo
日本語: 使徒
ქართული: მოციქულები
қазақша: Апостол
한국어: 사도
Кыргызча: Апостолдор
Latina: Apostoli
Lingua Franca Nova: Apostoles
Limburgs: Apostel
lingála: Apɔ́stɔlɔ
lietuvių: Apaštalai
latviešu: Apustulis
മലയാളം: അപ്പോസ്തല
Bahasa Melayu: Hawari
Plattdüütsch: Apostel (Jesus Christus)
Nederlands: Apostel
norsk nynorsk: Apostel
norsk: Apostel
Nouormand: Apôte
occitan: Apòstol
ਪੰਜਾਬੀ: ਬਾਰਾਂ ਰਸੂਲ
polski: Apostoł
română: Apostol
русский: Апостолы
Scots: Apostles
سنڌي: حواري
srpskohrvatski / српскохрватски: Apostoli
slovenčina: Apoštol
slovenščina: Apostol
shqip: Apostulli
српски / srpski: Апостоли
Kiswahili: Mitume wa Yesu
тоҷикӣ: Апостолҳо
Tagalog: Apostol
Türkçe: Havari
українська: Апостол
oʻzbekcha/ўзбекча: Apostollar
Winaray: Apostol