Antecedentes da Copa do Mundo de Clubes da FIFA

Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde janeiro de 2017).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde fevereiro de 2016). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.

Anteriormente à criação da Copa do Mundo de Clubes da FIFA, houve diversas competições entre clubes de futebol consideradas por muitos como "títulos mundiais de clubes", consideradas assim por exemplo por boa parte dos clubes, torcedores e imprensa.

Uma história de 112 anos separa a primeira vez em que um clube se proclamou campeão mundial de futebol, o Hibernian Football Club escocês em 13 de Agosto de 1887,[1] e a primeira vez em que a FIFA proclamou um clube oficialmente campeão mundial de futebol, o Sport Club Corinthians Paulista, em 14 de Janeiro de 2000.[2]

Competições internacionais de clubes antes da Copa Rio Internacional

Tynecastle Stadium, estádio do Hearts, e palco de duas finais "mundiais" de clubes: Sunderland x Hearts em 1895 e Hearts x Tottenham em 1902.

O primeiro clube de futebol do mundo foi o inglês Sheffield FC, fundado em outubro de 1857.[3] A competição de futebol entre clubes mais antiga do futebol, a Copa da Inglaterra, foi criada em 1871,[4] e a segunda mais antiga, a Copa da Escócia, foi criada dois anos depois, em 1873.[5] Já em 1887, um clube se proclamou "campeão mundial de futebol": o escocês Hibernian, campeão da Copa da Escócia que se proclamou campeão mundial ao vencer o clube inglês Preston North End.[6][7][8] Outros clubes britânicos também se disseram campeões mundiais por ter vencido o duelo de clubes "Escócia x Inglaterra": o escocês Renton em 1888,[9] o inglês Sunderland em 1895 e o escocês Hearts em 1902.[10] Os clubes britânicos se declaravam campeões mundiais pelo confronto "Escócia X Inglaterra" até 1902, embora em 1901 já existissem competições de clubes em outros países: Argentina (desde 1891),[11] França (desde 1894),[12] Bélgica (desde 1896),[13] Holanda (desde 1897/98)[14] Suíça (desde 1897/98),[15] Império Habsburgo/Austro-Húngaro (a "Challenge Cup", desde 1897/98),[16] Itália (desde 1898)[17] e Uruguai (desde 1900)[18] inclusive tendo sido disputada uma competição internacional de clubes já no ano de 1900, a Copa Van der Straeten Ponthoz (que levava o nome do Conde belga que a patrocinava), disputada a partir de 1900 em Bruxelas com clubes de Holanda, Bélgica e Suíça, e que foi considerada à época na Bélgica como o "título europeu de clubes"[19] (tendo sido disputada de 1900 até 1907, e substituída em 1908 pela Copa Jean Dupuich[20]). Porém, na época o futebol britânico era considerado como sendo de um nível muito superior ao do resto do mundo;[21][22] desta forma, a ideia que aparentemente levou os britânicos a considerarem até 1901 o confronto Escócia x Inglaterra como sendo o "título mundial de clubes" (a ideia de superioridade do futebol britânico frente ao futebol do resto do mundo) é análoga à ideia que levou os espanhóis, quando do título do Real Madrid na Copa Intercontinental de 1960, a considerarem a Copa Intercontinental como "título mundial de clubes" (a ideia de superioridade do futebol europeu e sul-americano frente ao futebol do resto do mundo).[23]

Curiosamente, a primeira decisão do "título mundial de clubes", entre o escocês Hibernian e o inglês Preston North End, não contou com a entrega de um troféu. Assim, o troféu "mundial" de clubes mais antigo do mundo é o troféu dado ao escocês Renton após sua vitória de 1888 sobre o inglês West Bromwich Albion, um pequeno troféu de peltre que atualmente se encontra no Scottish Football Museum (Museu do Futebol Escocês), no estádio de Hampden Park, em Glasgow, Escócia.[24][25][26][27]

Hotel Eden Arms, em West Auckland, Inglaterra. O hotel guardava o Troféu Sir Thomas Lipton, o troféu da primeira "Copa do Mundo de Clubes", vencida pela equipe do West Auckland em 1909 e 1911. O troféu acabaria sendo roubado e nunca mais encontrado.

A decisão do "título mundial" entre os clubes ingleses e escoceses, porém, ocorria em apenas um jogo, não um torneio.[28]

Em 1906, a FIFA (fundada 2 anos antes, em 1904) cogitou pela primeira vez organizar uma competição internacional de clubes,[29] mas a ideia não foi à frente, e a FIFA direcionou-se ao futebol de Seleções, primeiramente com o Torneio Olímpico de Futebol a partir de 1908 e posteriormente com a Copa do Mundo a partir de 1930.[29]

Segundo a FIFA, a primeira tentativa efetiva de que se tem notícia de criar um torneio mundial de futebol ("the very first recorded attempt to organise a World Cup"), antes mesmo da Copa do Mundo de 1930, ocorreu não com seleções mas com clubes: o Troféu Sir Thomas Lipton, disputado em Turim (Itália) em 1909/1911 por clubes de quatro países europeus (Inglaterra, Itália, Alemanha e Suíça), nomeado em homenagem ao empresário escocês que o patrocinou,[30] e vencido pela equipe amadora inglesa do West Auckland, que ficou com posse definitiva do troféu por tê-lo conquistado duas vezes consecutivas.[31][32] Em 1908, um ano antes do Troféu Sir Thomas Lipton, foi realizada também na Itália uma competição semelhante, com equipes de Alemanha, França, Suíça e Itália, o Torneo Internazionale Stampa Sportiva, vencido pelo suíço Servette.[33] Porém, apesar da semelhança entre as duas competições, o Trofeú Sir Thomas Lipton é a competição citada pela FIFA como a primeira tentativa de que se tem notícia de se fazer uma Copa do Mundo.[30][31][34]

Em 1927, surge a "Copa da Europa Central", a Mitropa Cup, considerada a primeira competição internacional de clubes a ter tido grande impacto na Europa,[35] primeiramente com clubes de Áustria, Hungria, Checoslováquia e Iugoslávia, mas em edições posteriores contando também com clubes de Itália, Suíça e Romênia.[36] Na verdade, a Challenge Cup, disputada de 1897 a 1911, já contava com clubes austríacos, checos e húngaros, mas nesta época, anteriormente ao fim da Primeira Guerra Mundial, todos estavam sob a soberania do Império Austro-Húngaro, portanto não sendo uma competição "internacional" propriamente.[37]

Partida entre Vasco e River Plate, partida decisiva do Campeonato Sul-Americano de Campeões de 1948, primeiro torneio no modelo "torneio entre campeões".

Em 1930, surge a Copa do Mundo da FIFA (de seleções). No mesmo ano, por iniciativa do Servette (Suíça), foi realizado um "contraponto" "versão clubes" à Copa do Mundo: a "Copa de Nações", contando com representantes de várias nações européias, sendo que as federações grega e norueguesa de futebol reclamaram por não terem sido convidadas a participar.[38] O árbitro da final foi Stanley Rous, cujo nome estaria mais tarde associado à FIFA, à Copa Rio Internacional, à International Soccer League e por fim à proposta original da Copa do Mundo de Clubes da FIFA. O campeão do torneio de 1930 foi o clube húngaro Újpest. Em 1937, foi disputada uma competição semelhante à de 1930,[21] o Torneio da Exposição Internacional de Paris, vencido pelo Bologna.[39][40][41][42][43]

Logo em seguida, veio a Segunda Guerra Mundial (1939-1945) interrompendo vários eventos esportivos, como a Copa Mitropa (que era a competição internacional de clubes mais importante no mundo quando do início da 2ª Guerra Mundial)[35] e a própria Copa do Mundo de seleções.

Após o final da 2ª Guerra Mundial, no final dos anos 1940 voltaram a ser realizados importantes torneios internacionais de clubes: o Campeonato Sul-Americano de Campeões (1948) e a Copa Latina (a partir de 1949) foram os primeiros torneios criados no modelo "torneio de campeões", inspirando as Copas Rio (Torneio Internacional dos Campeões - 1951), Européia (Copa dos Campeões da Europa) e Libertadores (em seus primeiros anos chamada de Copa dos Campeões da América).[44][45][46][47][48] Na época, as duas entidades internacionais oficiais do futebol então existentes (FIFA e CONMEBOL) não organizavam competições de clubes diretamente, mas seus dirigentes participavam da organização: o chileno Luiz Valenzuela, então presidente da CONMEBOL, participou da organização do Campeonato Sul-Americano de Campeões,[49] enquanto na Europa Jules Rimet e Ottorino Barassi participavam da criação da Copa Latina.[50][51] Em 1950, voltou a ser realizada a Copa do Mundo de seleções, cuja última edição havia ocorrido em 1938.

En otros idiomas