Andrés Martínez Trueba

Andrés Martínez Trueba
Presidente do Conselho Nacional de Governo Uruguai
Período 1 de março de 1952
até 1 de março de 1955
Antecessor(a) Ele mesmo (Executivo Unipessoal)
Sucessor(a) Luis Batlle Berres
31.º Presidente do Uruguai Uruguai
Período 1 de março de 1951
até 1 de março de 1952
Vice-presidente Alfeo Brum
Antecessor(a) Luis Batlle Berres
Sucessor(a) Conselho Nacional de Governo
Presidente do Banco da República Oriental do Uruguai (BROU) Uruguai
Período 1948-1952
Antecessor(a) Alfredo Baldomir
Sucessor(a) Alberto Fermín Zubiría
Intendente de Montevidéu Uruguai
Período 1947-1948
Antecessor(a) Juan Pedro Fabini
Sucessor(a) Álvaro Correa Moreno
Dados pessoais
Nascimento 1884
Montevidéu, Uruguai
Morte 1959
Montevidéu, Uruguai
Partido Partido Colorado
Profissão professor, químico

Andrés Martínez Trueba ( Montevidéu, 11 de fevereiro de 1884Montevidéu, 1959) foi um professor, químico e político uruguaio, Presidente do Uruguai entre 1951 e 1952, e presidente do Conselho Nacional de Governo, entre 1952 e 1955.

  • biografia

Biografia

Filho dos imigrantes espanhóis Andrés Martínez Delgado e Tarcira Trueba Gainza, foi criado na cidade de Florida até mudar-se com a família para o bairro de Peñarol, na capital uruguaia. Graduou-se em Química Farmacêutica, na Universidade da República. Foi casado com María Aída Serra, com quem teve três filhos.

Admirador de José Batlle y Ordóñez, entraria para a política, onde passou a desempenhar cargos eletivos como: Deputado, em 1922 e 1925; e Senador, em 1926. [1] Sua atuação também se destacou na "Comissão dos 25", encargada de redigir as bases do sistema eleitoral uruguaio moderno, que também deu origem à Corte Eleitoral. [2]

Encabeçou a chapa presidencial Batllista, conhecida como "Lista 15", nas eleições de 1950 acompanhado por Alfeo Brum. Eleito presidente da República, propôs uma reforma constitucional para instalar um Poder Executivo colegiado, realizando o ideario José Batlle y Ordóñez. Consagrada a nova Constituição uruguaia em 1952, abandonou a Presidência da República (executivo unipessoal) para integrar o primeiro Presidente do Conselho Nacional de Governo, durante o resto do período constitucional. [3]

Referências

  1. REYES, Abadie, Washigton (2001). Crónica General del Uruguay. Volumen 7 El siglo XX Tomo 2. [S.l.]: Editorial Banda Oriental. pp. 245,246. ISBN  9974-1-0185-9 
  2. «Presidentes de América del Sur - Andrés Martínez Trueba» (pdf). ElBiblioteCom). Consultado em 3 de novembro de 2015 
  3. «Neo-Batllism, 1947-51». Country Studies - Federal Research Division of the Library of Congress). Consultado em 3 de novembro de 2015 
En otros idiomas