André Franquin

André Franquin
Nascimento3 de janeiro de 1924
Etterbeek, Bélgica
Morte5 de janeiro de 1997 (73 anos)
Nice, França
NacionalidadeBélgica Belga
Principais trabalhosGaston Lagaffe
Spirou e Fantásio
Marsupilami
ÁreaEscritor e desenhista
Assinatura
Franquin signature.png

André Franquin (3 de Janeiro de 1924, Etterbeek, Bruxelas5 de Janeiro de 1997, Nice) foi um desenhador e argumentista de banda desenhada belga.

Biografia

Em 1943, frequenta por pouco tempo o curso do Instituto Saint-Luc de Saint-Gilles. Vai trabalhar em 1944 como desenhista do estúdio de animação CBA, onde conhece grandes mestres da banda desenhada belga: Eddy Paape; Morris; René Follet e posteriormente Peyo que em 1945 vai trabalhar para CBA. Em 1946 é convidado para trabalhar nas edições Dupuis, na revista do Spirou, onde conhece Jijé e começa a trabalhar no Spirou e Fantásio , realizando também várias ilustrações.

Entre 1948 e 1949 viaja pelo México e Estados Unidos com Morris e Jijé continuando a desenhar e a enviar pelo correio as pranchas para as edições Dupuis. Cansado da vida errante, volta para a Bélgica e em 1950 se casa com Liliane.

Spirou e os Herdeiros (Spirou Et Les Heritiers) surge na revista do Spirou, do n°693 ao n°726, entre 26 de Julho de 1951 a 13 de Março de 1952, onde Franquin cria os personagens o Conde de Champignac, Zantáfio, primo de Fantásio e o Marsupilami, um animal de cor amarela com manchas pretas e uma longa cauda que nasce a 31 de Janeiro de 1952.

Por questões de direitos de autor, entre 1955 e 1956, Franquin tem um conflito com as edições Dupuis, indo colaborar no jornal Tintin, edições Lombard. Franquin assina um contrato por 5 anos com Raymond Leblanc, proprietário das edições Lombard, onde nascem os personagens Modest e Pompon. Em 1959, Franquin cede a série Modeste et Pompon às edições Lombard que acabam por a confiar a Dino Attanasio.

Em 1956 volta a trabalhar para as edições Dupuis, tentando então coordenar o trabalho com as duas editoras. Em 28 de Fevereiro de 1957 no nº 985 do Spirou, surge um personagem genial, Gaston Lagaffe o herói-sem-emprego; nesse mesmo ano aparece também no n°1027 do Spirou o jovem Petit Noël. Em 19 de Fevereiro de 1957 nasce Isabelle, a sua filha.

Deixa de trabalhar no Spirou e Fantásio em 1968, mas decide conservar todos os direitos de autor sobre a personagem do Marsupilami. Dedica-se então a trabalhar no Gaston Lagaffe, Petit Noël e Marsupilami. As primeiras assinaturas animadas de Franquim surgem nos gags de Gaston Lagaffe, a 3 de Dezembro de 1970, na prancha n.º 644 do n.º 1703 do Spirou.

Franquin em 1971 trabalha numa rubrica dedicada aos monstros, com textos de Yvan Delporte e a 17 de Março de 1977, cria as Ideias Negras (Idées Noires), que aparecem num suplemento ao jornal Spirou n° 2031, "Trombone Illustré". Com o desaparecimento do Trombone Illustré, Franquin, em 1981, passa a desenhar para revista "Fluide Glacial". Luce Degotte e Marcel Gotl colaboraram no argumento das Ideias Negras.

Franquin é um notável defensor de causas humanitárias, da Greenpeace, Amnistia Internacional, transpondo as suas causas para os seus desenhos. Em 1980, Gaston Lagaffe faz uma primeira aparição no cinema.

A Marsu Prodution nasce em 1987. O marsupilami passa a ser um herói único, e tem como base a família dos Marsupilamis apresentados por Seccotine em o livro "Ninho dos Marsupilamis". Batem e Greg foram escolhido para trabalhar com Franquin nos álbuns do Marsupilami; posteriormente seguiram-se outros, tais como Yann, Fauche, Adam e Kaminka e Marais.

Em 1989, Franquin cria Les Tifous uma série de desenhos animados de 80 episódios, apresentada na televisão, juntamente com argumento de Delporte, Fauche e Léturgie.

O Gaston deixa de aparecer em 1992 no Jornal Spirou, edições Dupuis e, no mesmo ano, Franquin cede os direitos do Marsupilami à Marsu Productions. A estatua de Gaston é inaugurada na Praça Pacheco em Bruxelas em Fevereiro de 1996.

Vencedor de vários prémios, em 1980 ganha o prémio o Grand Prix National des Arts Graphiques (Prix Nobel de la BD). Em 1991, Franquin recebe a medalha da ordem de Léopold.

En otros idiomas
asturianu: André Franquin
български: Андре Франкен
brezhoneg: André Franquin
čeština: André Franquin
Esperanto: André Franquin
español: André Franquin
français: André Franquin
Bahasa Indonesia: André Franquin
íslenska: André Franquin
italiano: André Franquin
Lëtzebuergesch: André Franquin
Nederlands: André Franquin
norsk nynorsk: André Franquin
Simple English: André Franquin
Tiếng Việt: André Franquin