Agricultura natural

A agricultura natural é uma abordagem da agricultura ecológica estabelecida por Masanobu Fukuoka (1913–2008), um agricultor e filósofo japonês, introduzida em seu livro de 1975 A Revolução de Uma Palha. Fukuoka descreveu o seu modo de agricultura como shizen nōhō (自然農法?) em japonês.[1] É também referido como "o método de Fukuoka", "o modo natural de cultivar" ou "fazer-nada agricultura". O título refere-se não a falta de esforço, mas a evitar entradas e equipamentos fabricados. A agricultura natural está relacionada com a agricultura de fertilidade, agricultura biológica, agricultura sustentável, agroecologia, agrofloresta, ecoagricultura e permacultura, mas deve ser distinguida da agricultura biodinâmica.[carece de fontes?]

O sistema trabalha junto com a biodiversidade natural de cada área cultivada, estimulando a complexidade dos organismos vivos - tanto vegetais quanto animais - que moldam cada ecossistema em particular para prosperar junto com as plantas alimentícias.[2] Fukuoka via a agricultura como um meio de produzir alimentos e como uma abordagem estética ou espiritual da vida, cujo objetivo final era "o cultivo e a perfeição dos seres humanos".[3][4] Ele sugeriu que os agricultores poderiam se beneficiar de observar de perto as condições locais.[5]

Conceito de Mokichi Okada

O fazendeiro e filosofo japonês Mokichi Okada propôs, na década de 1930 um cultivo natural onde existe a harmonia do meio ambiente, com a alimentação, com a saúde do homem, e também com a espiritualidade. Esse sistema agrícola consiste em cultivar os vegetais da maneira mais natural possível, rejeitando qualquer forma de cultivo, que desrespeite o modo de "comportamento" natural do solo, e do crescimento vegetal. Ou seja sem utilizar agrotóxicos (venenos), e nem mesmo adubo de origem animal (esterco, etc.), pois todos esses elementos que são predominantemente utilizados atualmente, segundo essa diretriz, retiram o verdadeiro e natural sabor dos alimentos, bem como prejudicam a saúde do homem.

Tais ideias vieram, posteriormente a influenciar os pensadores australianos Bill Mollison e David Holmgren a criarem seu movimento de permacultura.[6]

Desse modo, Okada precedeu o conceito de agricultura natural de Fukuoka em 40 anos.

Referências

  1. 1975 (em japonês) 自然農法-わら一本の革命 (em inglês) 1978 re-presentation The One-Straw Revolution: An Introduction to Natural Farming.
  2. «Life and Death in the Field | Final Straw – Food | Earth | Happiness». www.finalstraw.org (em inglês). Consultado em 16 de abril de 2017. 
  3. Floyd, J.; Zubevich, K. (2010). «Linking foresight and sustainability: An integral approach». Futures. 42. 59 páginas. 10.1016/j.futures.2009.08.001 
  4. Hanley, Paul (1990). «Agriculture: A Fundamental Principle» (PDF). Journal of Bahá’í Studies. 3 (1). Consultado em 28 de abril de 2014.. Arquivado do original (PDF) em 27 de março de 2013 
  5. Colin Adrien MacKinley Duncan (1996). The Centrality of Agriculture: Between Humankind and the Rest of Nature. [S.l.]: McGill-Queen's Press - MQUP. ISBN 978-0-7735-6571-5 
  6. DAROLT, Moacir Roberto. «As Principais Correntes Do Movimento Orgânico E Suas Particularidades». Consultado em 29 de dezembro de 2010.. Arquivado do original em 1 de agosto de 2010