Agência Espacial Federal Russa

Agência Espacial Federal Russa (Roscosmos)
Roscosmos logo ru.svg
estatal
IndústriaExploração espacial
Fundação1992 (26 anos)
SedeMoscou
Pessoas-chaveVladimir Popovkin, diretor geral
Website oficialroscosmos.ru

A Corporação Estatal de Atividades Espaciais Roscosmos (em russo: Государственная корпорация ïî космической деятельности; Роскосмос), vulgarmente conhecida como Roscosmos (em russo: Роскосмос) é o órgão governamental responsável pelo programa de ciência espacial e pesquisa geral aeroespacial da Rússia.

A corporação foi estabelecida com base na agora extinta Agência Espacial Federal em 28 de dezembro de 2015. A Roscosmos era anteriormente conhecida como Agência Russa de Aeronáutica e Espaço (em russo: Российское авиационно-космическое агентство; Rossiyskoe aviatsionno-kosmicheskoe agentstvo, vulgarmente conhecido como Rosaviakosmos).[1][2]

A sede da Roscosmos está localizada em Moscou, enquanto o principal centro de controle de missão espacial está localizado na cidade vizinha de Korolev. O Centro de Formação Cosmonautas (GCTC) está fica na Cidade das Estrelas. O diretor da Roscosmos esde janeiro de 2015 é Igor Komarov.

As instalações de lançamento utilizados são o Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão (o mais usado) e o Cosmódromo de Vostochny, sendo construído no Extremo Oriente Russo, no oblast de Amur.

História

O salão da tecnologia espacial no museu de história espacial em Kaluga, Rússia. A exibição inclui modelos e réplicas das seguintes realizações Soviético-Russas:
o primeiro satélite artificial, o Sputnik 1;
o primeiro traje espacial;
a primeira espaçonave tripulada, Vostok 1;
o primeiro satélite Molniya;
o primeiro jipe de exploração espacial, o Lunokhod 1;
a primeira estação espacial, a Salyut 1;
a primeira estação espacial modular, a Mir.

Fundação

A Roscosmos foi estabelecida em 1992, após a queda da União Soviética e a dissolução do programa espacial soviético. Ainda utiliza a tecnologia e as antigas instalações do programa espacial anterior. A maioria de seus centros de lançamentos estão localizados no Casaquistão e são mantidos em cooperação com o governo desse país. A Roscosmos é responsável pelo programa espacial civil, incluindo vôos espaciais tripulados e não tripulados.

Do mesmo modo que durante o programa espacial soviético, a Roscosmos constantemente tem problemas com a falta de fundos. Este fator tem complicado os esforços de lançar missões desafiadoras, tais como missões lunares e a cooperação na construção da Estação Espacial Internacional - EEI. Com a crise da falta de recursos financeiros a agência tem improvisado procurando outras fontes de recursos, tais como o turismo espacial e o lançamento comercial de satélites. Enquanto não tem desenvolvido missões científicas com lançamentos de sondas interplanetárias a Roscosmos mantém experimentos e é um parceira importante no envio de tripulantes e cargas para a EEI.

Século XXI

Com o crescimento da economia Russa resultante do aumento das exportações e da alta no preço do gás e do petróleo, a situação da agência tem melhorado. Como resultado disso o parlamento Russo (Duma) aprovou um orçamento de 305 bilhões de rubras (cerca de US$11 bilhões) para o período de 2006-2015.[3] O orçamento de 2006 foi de 25 bilhões de rubras (cerca de US$900 milhões), 33% maior que o orçamento de 2005. Para melhorar seu orçamento a Roscosmos planeja obter mais 130 bilhões de rubras através de outros meios, como investimentos industriais e lançamentos comerciais.

En otros idiomas
বাংলা: রসকসমস
čeština: Roskosmos
Deutsch: Roskosmos
English: Roscosmos
Esperanto: Roskosmos
français: Roscosmos
עברית: רוסקוסמוס
italiano: Roscosmos
Lëtzebuergesch: Roskosmos
lietuvių: Roskosmos
latviešu: Roskosmos
Nederlands: Roskosmos
norsk: Roskosmos
polski: Roskosmos
русский: Роскосмос
Scots: Roscosmos
srpskohrvatski / српскохрватски: Ruska svemirska agencija
српски / srpski: Роскосмос
Kiswahili: Roskosmos
Türkçe: Roskosmos
татарча/tatarça: Роскосмос
українська: Роскосмос